Tecnologia

Niantic está trabalhando em óculos de realidade aumentada com a Qualcomm

A Qualcomm acaba de anunciar uma nova plataforma de realidade virtual e aumentada e está trabalhando com a Niantic – a empresa por trás de jogos como o Ingress e Pokémon Go – em um design de referência para óculos inteligentes. A plataforma Qualcomm Snapdragon XR2 é um seguimento da plataforma XR1 e, como seu antecessor, foi projetada especificamente para hardware de AR e VR. Mas agora ele suporta conectividade 5G, bem como recursos de interação baseada em voz, entre outros recursos.

O
XR2 da Qualcomm é uma atualização substancial para o XR1. Permite
resoluções de tela de até 3K por olho a 90 quadros por segundo,
bem como vídeo de 360 graus com resolução de 8K reproduzindo a 60
quadros por segundo. Ele também suporta até sete câmeras
simultâneas, que podem ser usadas para o rastreamento tradicional da
cabeça, mas também opções menos comuns, como o rastreamento de
olhos e recursos faciais. E permite opções como tradução em tempo
real e reconhecimento de objetos.

Cinco
fabricantes não identificados estão trabalhando com a Qualcomm em
hardware baseado em XR2 e, de acordo com o chefe da Qualcomm XR, Hugo
Swart, os produtos com a plataforma devem começar a ser lançados no
segundo semestre de 2020. A Qualcomm ainda não divulgou os nomes
desses fabricantes, e não há design de referência completo.

A Niantic também ofereceu detalhes limitados sobre seu trabalho no projeto, mas confirmou a existência de uma “colaboração conjunta de vários anos em um design integrado, abrangendo hardware, software e componentes de nuvem de referência de óculos de realidade virtual”. Os resultados serão compartilhados com os membros do Niantic Creator Program para desenvolvedores de aplicativos AR e baseados em localização.

Os chips da Qualcomm já alimentam fones de ouvido como o Hololens da Microsoft; o Hololens 2, lançado recentemente, usa o chip Snapdragon 850, em vez do XR1 específico para VR/AR, como inicialmente havia rumores. Em geral, a realidade aumentada decola lentamente e continua sendo útil principalmente para hardware corporativo especializado, e não para produtos de consumo. O anúncio da Qualcomm sobre o XR2 apontou para aplicativos populares, que aparentemente incluem seu filho usando óculos inteligentes na mesa de jantar. Esse ainda não é um cenário super provável, mas o envolvimento da Niantic sugere algum compromisso real com essa ideia, já que é uma das poucas empresas a fazer um verdadeiro jogo de AR (embora AR baseado em telefone).



Sobre o Autor

Paulo Carmino