Tecnologia

Empresa italiana lança turbina eólica em formato de pipa

A tecnologia segue os princípios de uma pipa e aproveita a energia cinética, a partir do movimento do kite e da força que é exercida nas cordas de contenção.

A empresa italiana KiteGen desenvolveu um sistema alternativo para a obtenção de energia eólica. A tecnologia segue os princípios de uma pipa e aproveita a energia cinética, a partir do movimento do kite e da força que é exercida nas cordas de contenção.

O sistema, que carrega o mesmo nome da empresa, vai além das turbinas tradicionais, principalmente no que diz respeito ao alcance da altura dos ventos. Os as atuais turbinas eólicas dificilmente alcançam mais de cem metros de altura, já as pipas podem sobrevoar distâncias muito maiores e aproveitar ventos mais fortes.

Para atingir a altitude ideal e explorar melhor o vento, a primeira mudança radical aplicada no KiteGen é o fato de não ter uma estrutura pesada e estática. Os padrões tradicionais foram substituídos por itens dinâmicos e inteligentes.

As pipas semirrígidas chegam a alcançar mil metros de altitude e são pilotadas automaticamente. O maquinário pesado está instalado na superfície e é o responsável pela conexão dos dois sistemas, que contam com linhas de transmissão e de tração, capazes de controlar a direção e ângulo do kite de acordo com o vento.

A marca italiana investiu US$ 12 milhões da criação do protótipo e ainda busca o apoio de investidores para angariar outros US$ 62 milhões, destinados à construção de um parque eólico com 50 KiteGens, capazes de gerar 150 megawatts de energia.  

Redação CicloVivo