PET

Como tratar a obesidade em gatos?

Escrito por Escobar Dog

É um mito considerar a obesidade em gatos como um bom estado de saúde. O excesso de peso pode ter consequências irreversíveis para o organismo desses animais. A melhor maneira de preveni-la é cuidando dos hábitos deles.

Os gatos são por natureza animais ágeis e ativos e, portanto, raramente sofrem de excesso de peso. Quando isso ocorre, está diretamente associado a patologias ou condições clínicas.

Quando a gordura corporal do gato excede 10% do seu peso, isso é considerado excesso de peso; enquanto que, quando representa mais de 20%, já é diagnosticado como obesidade.

A obesidade em gatos desencadeia doenças graves, como diabetes, bem como problemas nas articulações; daí a sua importância para controlar qualquer irregularidade na composição corporal de seu animal.

Quais são as causas da obesidade em gatos

Mais do que causas, existem algumas condições que podem levar à obesidade em gatos:

  • Idade e sexo. Existe uma tendência em gatos adultos de virem a sofrer de obesidade. Isto tem a ver com a diminuição da atividade física, bem como com o aumento da ingestão de alimentos. O sexo também é um gatilho para o excesso de peso, porque os machos estão mais propensos à obesidade. Por exemplo, isso geralmente é uma condição comum em gatos esterilizados.
  • A raça. Felinos mistos ou mestiços também estão mais propensos ao excesso de peso; o oposto ocorre com os gatos de raça pura. Há também raças que, uma vez que atingem a idade adulta, tendem a engordar, como é o caso dos belos gatos persas.
  • Atividade física. Gatos que têm a oportunidade de entrar e sair de casa raramente sofrem de obesidade. O mesmo acontece com os felinos que vivem com outros gatos ou animais.
  • Gatos solitários são geralmente mais sedentários, o que é um fator que leva à obesidade.
  • Má alimentação. Alguns donos usam comida como forma de demonstrar afeição por seu gato ou uma forma de recompensá-lo. Mesmo sem querer, com essa atitude, o animal está sendo alimentado.
Gato de barriga para cima

A influência da atitude dos proprietários é grande. Na verdade, estima-se que cerca de 60% dos gatos obesos são o produto da indulgência de seus donos. 

Como tratar um gato obeso

Existem algumas recomendações que podem ser seguidas para reduzir o excesso de peso nos gatos. Como sempre, o sucesso dependerá do dono.

  • Crie hábitos alimentares. Não é apenas a quantidade de comida, mas também os horários. É que o gato deve se acostumar a comer sempre no mesmo horário e sempre a mesma porção de comida. 

Alguns especialistas recomendam apenas a ingestão de alimentos comerciais. Isto é assim, entre outras coisas, porque eles controlam a quantidade de calorias que um animal recebe.

No entanto, há outros que defendem a alimentação natural em animais, a qual conterá mais proteína, o que beneficiará o desenvolvimento muscular do animal.

  • Limite a quantidade de comida. Não é recomendado que o gato tenha sua comida disponível a qualquer hora; é preferível que o proprietário a forneça de acordo com os horários das refeições. Podem ser duas refeições controladas – manhã e tarde – ou pequenas porções ao longo do dia, para mantê-los ativos.
  • Incentive a atividade física. O melhor prêmio que um animal pode receber é amor e tempo de qualidade. Desta forma, lanches devem ser substituídos por passeios ou brincadeiras ao ar livre; um playground para escalada é uma boa opção para quando você não puder sair de casa. Outras soluções são os brinquedos chamativos que ativam seu instinto de caça. 
  • Aprenda sobre a alimentação dos gatos. Espera-se que a maioria dos alimentos comerciais tenham sua tabela nutricional equilibrada; no entanto, nem todos os alimentos são para todos os tipos de gatos. Então, você terá que avaliar os níveis de gordura e as calorias para ter este controle, ajuda muito ler o conteúdo dos rótulos dos produtos que adquirimos.

Como prevenir a obesidade em gatos

A obesidade em gatos pode desencadear patologias mais complexas ou crônicas no animal. Acontece que algumas dessas doenças podem ser diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca.

Finalmente, para evitar a obesidade, é importante que os check-ups médicos correspondentes sejam feitos. O veterinário terá um controle do peso e do tamanho do animal, por isso será fácil identificar qualquer variação na composição corporal do gato.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog