Geek

Anfitriões cancelam apartamentos do Airbnb para superfaturar em época de Rock in Rio

Escrito por Paulo Carmino

O Airbnb é o maior serviço de aluguel de casas e apartamentos privativos no mundo. Por ser uma opção mais acessível, muita gente acaba adquirindo diárias no popular aplicativo considerado o Uber dos hotéis. No entanto, anfitriões podem estar cancelando diárias do Airbnb feitas para o Rock in Rio com o intuito de lucrar encima da popularidade do evento.

Desde a semana passada, diversas reclamações surgiram de pessoas prestes a viajarem ao Rio para curtir o festival. No Facebook, uma enxurrada de publicações com eventualidades semelhantes envolvendo cancelamentos na plataforma tomaram conta de grupos e páginas relacionadas ao evento.

Anfitriões cancelam diárias para superfaturar em semana de Rock in Rio

Das reclamações em que o TecStudio obteve acesso, a maioria adquiriu as diárias dos apartamentos muito antes do evento. Algumas das pessoas selecionaram e adquiriram seus apartamentos e casas em até 1 ano antes do Rock in Rio.

Antes do primeiro dia de festival (27 de setembro), as reclamações surgiram por que os anfitriões estão cancelando as diárias que foram adquiridas muito antes do evento e por preços abaixo e realocando essas diárias na plataforma para que outros usuários comprem de última hora por valores que passam de 1000% acima do valor normal.

Afetados devem denunciar prática ao Procon e, em alguns casos, buscar reparação na Justiça

Essa prática, além de abusiva, pode gerar impasses na Justiça e deve ser denunciada ao Procon. A plataforma Airbnb permite que anfitriões cancelem diárias ante à viagem do usuário. No entanto, se comprovado que o anfitrião refez o anúncio para superfaturar aproveitando a data do festival, e, consequentemente, prejudicando outras pessoas, o prejudicado pode encaminhar as provas e abrir um processo para que haja a reparação de qualquer dano que isso possa causar por cancelamentos efetuados próximos à data de viagem.

Algumas das pessoas afetadas, inclusive, buscaram opções de apartamentos em Niterói e em cidades vizinhas, considerando que o Rio de Janeiro está com uma carga alta de hotéis e apartamentos ocupados, devido ao evento, o que eleva consideravelmente os preços das diárias.

Um apartamento, que em abril de 2019 custava aproximadamente R$ 180 em diárias, na semana anterior à abertura do evento, estava custando o equivalente a R$ 1200/dia. Para os hotéis, os valores batiam o teto de R$ 17 mil reais para todos os 7 dias de Rock in Rio.

O que o Airbnb diz sobre isso?

Em um dos casos em que acompanhamos, o Airbnb aplicou uma punição à anfitriã, mas o aplicativo não informou qual a medida foi tomada e informou que “situações como esta são raras em nossa plataforma e que são completamente dispensáveis e passíveis de punição”.

O aplicativo ainda informou que, devido ao cliente já ter resolvido encontrando uma diária em outra cidade, “teria ficado feliz com a solução do problema” e disponibilizou telefones emergenciais em caso de um novo problema semelhante. No entanto, não fomos informados sobre qual ação seria tomada caso a eventualidade acontecesse de forma precoce e se não houvesse uma solução.

Esse tipo de prática fere os termos do serviço e devem ser denunciadas imediatamente. O Airbnb foi bastante solícito e imediato em resolver o problema. Caso você tenha tido um problema parecido, informe nos comentários.

Sobre o Autor

Paulo Carmino