PET

Tudo sobre os cachorros-panda

Escrito por Escobar Dog

Os cachorros-panda fazem parte de uma nova raça canina ou são arte moderna? Essa é a questão do momento, por causa do furor que causou em um país asiático específico, a China. Pelo que parece, o cachorro deixou de ser um prato típico, muito procurado na China, para se tornar um “fiel companheiro” que todos desejam ter.

A origem dos cachorros-panda

Os cachorros-panda, os chamados pandogs, são uma criação do chinês Hsin Ch’en. Esse homem é famoso por criar “novas raças” de cães, que parecem com outros animais. No entanto, essa “criação” não surgiu a partir de um processo de miscigenação de raças que tinha o objetivo de alcançar um aspecto ideal. Trata-se de aproveitar a multiplicidade de aspectos das raças já existentes, e aplicar sobre elas uma série de novas técnicas para alterar seu aspecto.

Nesse sentido, os cachorros-panda não são outra coisa senão chow chow normais. São aplicadas técnicas nesses animais de forma a se parecerem fisionomicamente com os ursos-panda. Segundo o criador, essas técnicas não são prejudiciais à saúde dos cachorros.

As características desses cães

Entre os traços que podem ser observados nos cachorros-panda está a tonalidade distintiva dos pandas que se encontra em sua pelagem e sua distribuição. Os ursos-panda têm pelagem branca, com manchas negras nos olhos e nas pernas. Além disso, eles têm um cinturão de coloração negra exatamente na região do estômago.

Na China, houve uma procura muito grande por esse animal. A loja Chengdu, de propriedade de Hsin C’en, já não consegue atender à demanda por esses pequenos cachorros-panda. Esse método se tornou tendência, que pode ser explicada facilmente. O panda, na China, tem um grande valor cultural, desde tempos remotos, como um animal sagrado e admirado.

No entanto, não é apenas na loja de Hsin Ch’en em que é possível encontrar esse tipo de cachorro. Na verdade, eles já podem ser achados em outras lojas do país e do mundo. A técnica se difundiu entre os vendedores de cães para poder atender, atualmente, à grande procura que o mercado tem pelos cachorros-panda.

No resto do mundo

A moda do pandog se espalhou também para outros países do mundo. Entre outras coisas, por causa da doçura que transmitem e a novidade que representa ter um cachorro parecido com os amados pandas. Todo mundo parece querer comprar seu pequeno ursinho.

O grau de semelhança com os pandas é tão grande, que o circo Orfel, na Itália, foi fechado depois que foi recebida uma denúncia de que estavam enganando o público. Os pandas que eles mostravam não eram verdadeiros, mas sim cachorros-panda.

Quando descobriram que, na verdade, os cachorros-panda eram apenas cães com a pelagem tingida, começaram a receber pedidos de proteção animal contra o seu uso em espetáculos circenses. Depois de uma longa investigação, descobriu-se que os cachorros-panda tinham sido comprados na Hungria. Na verdade, não sofriam efeitos colaterais causados pelo tingimento de sua pelagem.

A sociedade protetora dos animais não conseguiu alcançar o seu objetivo, já que o único dano sofrido pelos cachorros circenses era causado pela exposição deles às luzes do picadeiro.

Contudo, apesar dos produtos químicos não afetarem diretamente a pelagem do cachorro, a sociedade de proteção animal continua de olho nisso. Eles continuam contrários às mudanças estéticas provocadas pela pigmentação da pelagem do cachorro.

A manutenção do cachorro

Manter a beleza dos cachorros-panda custa muito caro. Primeiro, quando compramos o animal, já que a técnica cosmética é muito difícil e leva longas horas de trabalho. No segundo momento, porque como se trata de tingimento, o efeito precisa ser mantido ou vai sumir.

O processo de tingimento deve ser feito a cada 6 meses, aproximadamente, durante o resto da vida do cachorro. Uma das críticas contra o processo é que não se sabe quais podem ser os efeitos da técnica ao longo dos anos.

Autor: Valerie

É interessante que um cachorro como o chow chow, que nos seus primórdios era considerado alimento, hoje em dia seja um dos bichos de estimação mais procurados na China e no mundo.

É preciso lembrar que era muito comum ele aparecer nos festivais e ser servido como prato típico, tanto que a palavra “chow” significa em mandarim-popular, “alimento”.

Eles são animais extravagantes e atraentes por conta de sua aparência modificada. Porém, submeter esses cães a esse tipo de procedimento estético não parece ser muito ético nem certo.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog