PET

Tipos de ácaros que afetam os animais de estimação

Escrito por Escobar Dog

Não só as pulgas e carrapatos se alimentam de nosso cão ou gato. Existem outros organismos que invadem a pele e o pelo dos animais e provocam diferentes doenças. Neste texto, te contamos quais são os tipos de ácaros que afetam os animais de estimação.

Esses micro-organismos podem produzir graves doenças nos cães ou gatos, como a sarna, a ponto da coceira ser tão insuportável que o animal pode se coçar e morder até se machucar gravemente.

Ácaros que afetam os cães

Os ácaros são pequenos micro-organismos que, como acontece com os outros parasitas, invadem a pele e o pelo dos cães e também dos gatos.

Causam lesões leves ou graves, e as doenças mais comuns que provocam são a sarna e a dermatite.

É necessário saber que eles são muito contagiosos, e que, se encontram um ambiente propício, se reproduzem com muita facilidade. Devido ao fato de existirem diferentes tipos de ácaros que afetam os animais de estimação, os tratamentos não são iguais em cada caso. É sempre recomendável consultar um veterinário.

Esses seres microscópicos só precisam de um leve contato com os animais – por exemplo quando brincam no parque e são os causadores de várias doenças de pele. No caso dos cães e gatos, os mais comuns são: 

  1. Sarcoptes scabiei canis

São as responsáveis pela sarna sarcóptica, ou sarna comum, que aparece depois que a fêmea do ácaro cava vários “túneis” na pele do cão e deposita ali seus ovos. Os cães são alérgicos a sua saliva e excrementos e, por isso, começam a se coçar e se morder com força até se machucar.

cão com sarna extrema

Isso resulta em queda de pelo, áreas infectadas, descamação, irritação, endurecimento da pele, etc. Mas o Sarcopter scabiel não afeta apenas o nível dérmico, mas também interno: o cão ficará cada vez mais magro e apático.

  1. Demodex Canis

Outro tipo de ácaros que afeta os animais de estimação e provoca sarna é a denominada demodécica. Desenvolve-se quando os cães estão com o sistema imunológico debilitado.

Os sintomas são: áreas do corpo avermelhadas e coceira. Quando a sarna é generalizada, causa infecções na pele e uma piora na saúde geral do cachorro.

  1. Cheyletiella yasguri

Esse ácaro provoca o que se conhece como “doença da caspa andante”, outro tipo de sarna um pouco mais leve que as anteriores. É comum nos filhotes. 

Dono escovando os pelos do cachorro

Os micro-organismos se alimentam de pele morta, e quando se movem de lugar no corpo do animal, causam descamação. Outros sintomas são vermelhidão e coceira.

  1. Otodectes cynotis

Esse tipo de ácaro se aloja nos ouvidos do cão, e provoca sarna e otite quando a fêmea cria buracos na pele do condutor auditivo dos cães para colocar seus ovos.

Veterinária examinando ouvido de cachorro

Além disso, ocasiona uma reação alérgica no animal enquanto se alimenta das secreções e da queratina da região. Uma maneira de detectar essa doença é observar o cão: se mexe muito a cabeça para os lados ou se coça muito as orelhas.

Ácaros que afetam os gatos

Ainda que alguns tipos de ácaros sejam “compartilhados” por cães e gatos, outros são mais comuns nos felinos. Os sintomas e desenvolvimento, no entanto, são bem parecidos.

  1. Demodex cati

Também chamado de demodex gatoi, é o tipo de ácaro que provoca sarna nos gatos. Uma doença menos comum que a dos cães, mas que também temos que levar em conta.

Os sintomas são vistos com o surgimento de protuberâncias vermelhas que causam úlceras, perda de pelo e coceira constante.

  1. Notoedres cati

Nesse caso, causa o que se conhece como sarna da cabeça do gato”, parecido com o ácaro sarcoptes scabiei dos cães, e é pega pelo contato direto com um animal infectado.

As lesões aparecem na cabeça ou no pescoço do animal, e provocam muita coceira. O felino se machuca com as unhas de tanto se coçar, por isso pode haver infecções ou feridas, resultado do desenvolvimento desse parasita.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog