Geek

Redmi Note 7 da Xiaomi tem câmera de 48 Mega Pixels

Escrito por Paulo Carmino

Redmi Note 7 é o mais novo smartphone anunciado pela chinesa Xiaomi. O que mais impressiona no telefone, é seu sensor com 48 mega pixels na câmera traseira.

Analogamente, o modelo é um pouco parecido com o recém lançado “Mi Play“, um smartphone de baixo custo e um entalhe para a câmera frontal em uma tela “preenchida”.

Porém, ao falar da câmera do Redmi Note 7, ela conta com um sensor de 48 milhões de pixels. Para complementar, há também uma câmera de profundidade com 5MP.

Imagem: The Verge – Redmi Note 7 da Xiaomi é anunciado com câmera de 48 Mega Pixels.

Com uma configuração “média”, o Redmi Note 7 acompanha um processador Snapdragon 660 composto por 8 núcleos Kryo 260 e em uma frequência máxima de 2.2Ghz.

Ademais, o Redmi Note 7 também conta com uma bateria com capacidade de 4000mAh. Há também um terminal de carregamento rápido chamado de “Quick Charge 4.0”.

Note-se ainda que o Redmi Note 7 é o primeiro smartphone Redmi equipado com uma porta USB do Tipo C. Uma novidade muito bem vinda e que permite também novas velocidades de carregamento e transferência de dados.

Por fim, o software presente neste smartphone é o Android Pie 9.0 da Google, que é baseado para a interface da própria marca e a sua mais recente e bem conhecida MIUI 10.

O preço do Xiaomi Redmi Note 7 pode impressionar

O Redmi Note 7 pode parecer tão caro quanto o Nokia Lumia 1020, smartphone da Nokia com 41 MP lançado há alguns anos por mais de R$ 2000 no Brasil.

No entanto, a Xiaomi surpreendeu ao anunciar o seu novo smartphone por apenas US$ 150 para o modelo com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento.

Para o modelo de 64GB e 6GB de memória RAM, o valor fica em aproximadamente US$ 200.

Inclusive, como sabemos, a Xiaomi não fabrica smartphones no Brasil. Portanto, os preços em dólar são os mesmos ou quase os mesmos que você deve encontrar na hora de importar um modelo.

Fonte: The Verge e pplware


Editor

Felipe Victor

Apaixonado por tecnologia e todas as suas atribuições ao conhecimento e desenvolvimento humano.


Mais notícias sobre Tecnologia

Sobre o Autor

Paulo Carmino