Decoração & Design

Paisagista projeta “fazenda comunitária” com pequenas casas

Durante muito tempo os países desenvolvidos mantiveram a cultura de que as casas confortáveis deveriam ser grandes e espaçosas. No entanto, este modelo tem sido trocado por residências compactas.

Durante muito tempo os países desenvolvidos mantiveram a cultura de que as casas confortáveis deveriam ser grandes e espaçosas. No entanto, com o aumento da preocupação com os impactos ambientais e também a falta de espaços nas cidades, este modelo tem sido trocado por residências compactas.

Nos Estados Unidos, o paisagista orgânico Michael Maddox tem trabalhado para fazer esse movimento crescer, criando uma comunidade sustentável de pequenas casas, com estrutura ecologicamente correta e equipamentos que permitam o aproveitamento de energias alternativas e reduzam os gastos.

O local escolhido é uma área com 25 hectares arborizados, no estado da Geórgia (EUA). Lá as casas têm que seguir um padrão adequado ao meio ambiente e em troca os moradores aproveitam o contato direto com a natureza e com plantações orgânicas.

A casa de Charles Davis, por exemplo, não terá conta pelos gastos com energia elétrica. O telhado da residência é equipado com placas fotovoltaicas que suprem a demanda de uma família, com a ajuda de pequenas turbinas eólicas e sistemas de aproveitamento térmico. Além disso, a construção já foi planejada minimizar gastos energéticos.

As casas projetadas para a reserva, que é chamada de Fazenda Ponte Verde, são pequenas, mas mesmo assim mantém sua beleza e utilidade e o projeto pode ser replicado a outras localidades, em qualquer lugar do mundo.

Redação CicloVivo