Geek

Microsoft e Amazon concordam em permitir a comunicação entre Cortana e Alexa

Escrito por Paulo Carmino

A Microsoft e a Amazon estão se associando para permitir que seus respectivos assistentes digitais pessoais trabalhem juntos.

Em um acordo anunciado neta quinta-feira (30), as duas empresas comprometeram-se a obter os assistentes Alexa da Microsoft e Cortana e da Amazon para se comunicarem no final deste ano.

Os usuários poderão dizer aos seus dispositivos Echo, “Alexa, abrir Cortana”, ou a seus dispositivos do Windows 10, “Cortana, Open Alexa”. De acordo com a publicação do blog da Microsoft, os usuários poderão acessar o Alexa via Cortana em PCs do Windows 10, seguido do Android e iOS “no futuro”.

Como ambas as empresas não possuem smartphones populares, cada um adaptou seus assistentes para desempenhar suas forças. A Microsoft integrou a Cortana profundamente no Office e Outlook, enquanto a Amazon construiu um ecossistema em torno de seus falantes inteligentes próprios e de outros fornecedores.

A Microsoft já está usando técnicas de aprendizado mecânico no back-end para identificar a redação de e-mails que sugerem compromissos de tempo (como “Eu vou terminar isso antes do final do dia”) e ter a Cortana para pedir proativamente aos usuários se eles querem Prepare lembretes com base nesse idioma. Através do trabalho que os dois fornecedores estão realizando, os usuários da Alexa poderão aproveitar esses tipos de lembretes do Outlook.

A Amazon esteve na vanguarda da obtenção de Alexa para lidar com tarefas domésticas, como controle de iluminação, pedidos de produtos da Amazon.com, reprodução de música e muito mais.

A Microsoft está atrasada muito atrás da Amazon na abertura da Cortana para desenvolvedores de terceiros através do seu próprio Kit de Competências. Os desenvolvedores já publicaram mais de 20.000 habilidades de Alexa , enquanto a Microsoft apenas criou o preview do Kit de habilidades de Cortana no final de abril.

De acordo com uma entrevista com os CEOs da Microsoft e da Amazon pelo The New York Times, Jeff Bezos da Amazon abordou pela primeira vez a Satya Nadella da Microsoft em maio de 2016 sobre como permitir que seus assistentes se comunicassem. Bezos disse ao The Times que não havia chegado à Apple ou ao Google sobre adicionar seus respectivos assistentes digitais ao mix, mas que ele estaria aberto à sua participação.

Demonstre uma reação nesta publicação

Curti Amei Haha Uau! Triste Grr!

Sobre o Autor

Paulo Carmino