Geek

Jogadores e times brasileiros fazem sucesso e ganham espaço no mercado do eSports mundial

Escrito por Forbiddeen

O cenário do eSports no Brasil não para de crescer. Além dos recordes de audiência em diferentes jogos e torneios, o número crescente de times e jogadores nos campeonatos mundiais é uma boa notícia para qualquer um. Recentemente, o streamer carioca de League of Legends, Jukes, ganhou uma oportunidade na equipe norte-americana Cloud9 Academy. Ele é apenas mais um neste bom momento do mercado.

Em pesquisa divulgada no início do ano pela revista Exame, o Brasil apareceu com um forte crescimento no universo dos jogos eletrônicos. O país registrou um aumento de 20% no público, em comparação com 2018, e atingiu 20 milhões de espectadores em torneios e partidas. Isso deixa o brasileiro atrás apenas dos Estados Unidos e da China, que possuem vantagens consideráveis no quesito econômico.

Assim, o cenário positivo consegue dar melhores oportunidades aos promissores atletas digitais. É o caso de Flávio “Jukes” Fernandes, que começou a fazer sucesso como streamer do jogo League of Legends e, neste ano, assinou contrato com a Cloud9 Academy. Em entrevista para o portal da ESPN Brasil, o carioca se mostrou otimista com o futuro que possui dentro do mundo competitivo.

League of Legends, ou apenas LoL, é um dos jogos mais populares de eSports no Brasil e também no mundo. No Mundial de 2018, a audiência do torneio atingiu 99,6 milhões de pessoas na disputa e bateu quase todos os recordes possíveis. Segundo reportagem do site da GameSpot Brasil, a competição na Coreia do Sul teve momentos de 44 milhões de espectadores simultâneos. Números sólidos para o cenário do eSports.

Equipes no CS:GO

Não é apenas em League of Legends que os brasileiros estão conseguindo espaço. Na verdade, o universo do jogo Counter-Strike:Global Offensive foi por muito tempo dominado por equipes nacionais. Times como SK Gaming, Luminosity e MIBR sempre fizeram parte da elite e contam com jogadores que já conquistaram torneios mundiais. Em 2019, essa lista aumentou com a presença de novas equipes, como a INTZ e a FURIA.

O alto valor das premiações nos torneios de CS:GO é um dos principais chamativos para os times e jogadores brasileiros. Em fevereiro deste ano, os organizadores das competições anunciaram uma premiação de R$ 3,7 milhões ao time que conseguir vencer quatro troféus de nível alto. Ou seja, repetir o feito realizado pelos dinamarqueses da Astralis em 2018, como mostra reportagem feita pelo canal SporTV.

Alguns jogadores profissionais do Brasil já são destaques pela alta premiação que receberam na carreira de CS:GO. Gabriel Fallen e Epitácio de Melo, que jogam juntos na MIBR, já ganharam mais de R$ 2 milhões em prêmios. Os dois são uma referência no cenário, inclusive com iniciativas para descobrir novos jogadores. Afinal, o destaque não pode ficar apenas para os times, já que em outros países existem melhores estruturas. É por isso que vemos alguns brasileiros surgirem em outros cenários e não apenas no Brasil.

Jogadores pelo mundo

A força do eSports brasileiro não está apenas nos times, mas também em jogadores que se destacam pelo mundo afora. É o caso de João “Hydration” Pedro, que é profissional no jogo Overwatch. O jovem de 21 anos pertence ao Los Angeles Gladiators, que luta atualmente pelo título da terceira temporada da OWL. O time é um dos favoritos no portal de apostas da Betway. No dia 18 de junho, os Gladiators tinham 5,9% de chances de título e apareciam entre os 10 melhores na disputa.

Outro brasileiro em destaque no mesmo jogo é Renan “alemao” Moretto, que está atualmente no Boston Uprising. Com uma carreira recheada de títulos no Brasil, o paulista assinou com a equipe no final de 2018 e ainda busca melhor destaque. Neste ano, a Uprising não conseguiu bons resultados no cenário competitivo, mas deve ganhar melhores chances até o final da temporada deste calendário.

Esses nomes são apenas alguns em destaque no cenário brasileiro de eSports. Times e outros destaques individuais ainda estão por aí, e devem surgir cada vez mais. O Brasil é um país em crescimento neste setor, e as equipes nacionais e internacionais podem se aproveitar disso. Então, é melhor ficar atento, pois a cada ano um nome diferente deve ganhar destaque no cenário mundial.

Sobre o Autor

Forbiddeen