Geek

Intel pode pular tecnologia 10 nm e ir direto para processadores com 7 nm em 2022

Escrito por Paulo Carmino

Segundo rumores, a Intel planeja pular a geração de processadores 10nm e ir direto para a tecnologia de 7 nm. Para o site Hardware Luxx, a companhia começou a abandonar projetos relacionados à litografia da próxima geração. No entanto, por outro lado, a Intel nega a informação.

Mas, segundo informações do TecMundo, a companhia pretendia lançar a série Ice Lake em 2020 para competir diretamente com o AMD Ryzen 3000 de 7nm. Porém, se confirmarem os rumores, as linhas Ice Lake e Tiger Lake serão destinadas somente e exclusivamente aos smartphones e demais dispositivos móveis.

Por que a litografia de processadores sempre cai em número mas se potencializa em efeito?

Para garantir um bom desempenho, os processadores acumulam milhões de transistores em seu núcleo. Devido a Lei de Moore, transistores dos chips teriam um aumento de 100%, pelo mesmo custo, a cada período de 18 meses.

Isso relativamente acontece com os processadores e a tendência é que o número de transistores siga a mesma lei. No entanto, na medida em que os transistores crescem, os processadores reduzem de tamanho e até espessura. Porém, a relação de litografia é diretamente ligada ao número de transistores, e, portanto, a questão de litografia envolve também o tamanho, uma vez que a ideia é sempre aumentar a potência sem alterar para mais o tamanho dispositivo, mas sempre para menos ou não alterar.

É exatamente por esta razão que os processadores tendem a ficar com um número de litografia cada vez menor – NÃO sendo menor em quantidade de transistores – e com mais potência de processamento.

Sobre o Autor

Paulo Carmino