PET

Fox Terrier de pelo duro

Escrito por Escobar Dog

O Fox Terrier é um dos animais de estimação mais populares de todos os tempos, separado em duas raças diferentes durante os anos 20, para a comodidade dos criadores da época. Sabia que eles eram originalmente cães de caça? A seguir, contaremos tudo a respeito destes cães.

O vigilante Fox Terrier

Não se sabe exatamente quando esta raça surgiu no mundo, mas, desde o século 18 há registros claros de seu aparecimento: descendem do Bull Terrier e do Terrier inglês preto. Foram catalogadas ambas as raças – a de pelo grosso e de pelo liso – pelo Kennel Clube Britânico, como uma raça apenas, até meados dos anos 20, quando se estabeleceram diferenças entre ambas pelo FCI.

Antigamente, era usado para a caça de raposas, coelhos e outros animais pequenos. O Fox Terrier é um dos cães mais ativos e alertas que existem na atualidade, o que os torna, certamente, difíceis na hora de serem controlados.

Detalhes físicos

São cães de estatura pequena e leves, o que lhes confere uma mobilidade excelente, que se ajusta a qualquer situação. Sua pequena estatura e seu baixo peso o transformam em um animal de estimação excelente para ter em lugares urbanos.

Cabeça

  • Seu focinho mede geralmente o mesmo que sua cabeça.
  • Tem uma mandíbula em forma de tesoura perfeitamente alinhada.
  • Nariz preto e pequeno.
  • Olhos redondos e escuros, de tamanho médio com separação simétrica.
  • Orelhas pequenas, dobradas para frente em forma de de ‘V’.

Corpo

  • Medem entre 38 e 40 centímetros de altura.
  • Pesam entre sete e nove quilos.
  • Peito profundo, que termina em um lombo bastante compacto e arqueado. Extremidades pequenas e poderosas, capaz de correr a qualquer momento a toda velocidade.
  • Cauda sem cortar, de tamanho proporcional ao seu corpo, não enrolada.
  • Pelo curto, grosso e enrolado, geralmente de cor branca com matizes marrons nos olhos e uma mancha, negra ou marrom, no tórax.

Falamos de um cão com instinto de caçador, sempre disposto a ir atrás de sua presa. Sem dúvida alguma, o Fox Terrier é uma das raças mais dinâmicas e curiosas no mundo, por isso, é perfeito tanto para viver no campo como na cidade, desde que faça o exercício adequado.

Temperamento

Os terriers são raças caçadoras por natureza, contam com uma inteligência excepcional e, sem dúvida alguma, o Fox Terrier não fica atrás, pois é um animal muito curioso e que se encontra alerta ante qualquer mudança brusca no meio.

São muito amigáveis com seus donos e aprendem bastante rápido, mas, como aprendem bem, tendem a se entediar com a mesma rapidez se tiverem que repetir a mesma tarefa. Outro detalhe importante é que, quando entediados, tendem a cavar seus arredores.

O Fox Terrier é muito amigável com os humanos e com a maioria das raças caninas, pois é bastante carinhoso e brincalhão, o que faz dele um animal de estimação ideal para famílias de todos os tipos, especialmente se forem famílias ativas.

Ainda que tenha tido várias versões desde seu surgimento, esta raça não perdeu seu instinto caçador, o que consiste num problema em certos casos: costumam sair correndo atrás de tudo o que se mova, seja um gato –seu maior inimigo atual – ou um ônibus.

Treinamento

O Fox Terrier é uma raça que traz seus desafios, por isso é preciso dar muita importância à obediência em um primeiro momento, para depois enfatizar os exercícios físicos. Aprendem muito rápido e consideram seu dono como seu igual.

Um bom terrier treinado, pode participar de competições de alta exigência, como o Agility, evento especializado em obstáculos, ou como cães de exposições, portanto, sem dúvida, se trata de um cão multifacetado.

Saúde e doenças

O Fox Terrier, assim como todos os terriers, não apresenta muitas doenças indesejáveis, já que apresentam uma boa saúde em geral e uma boa composição corporal. No entanto, existem certas doenças que devem ser levadas em conta.

A alta atividade física que estes animais exigem aumenta a tendência deles ao deslocamento de certas partes do corpo, especialmente os ombros, durante os anos posteriores de sua vida.

Além disso, têm uma predisposição a sofrer de problemas de visão durante a velhice e, podem portanto, desenvolver cataratas, glaucomas e luxação do cristalino, doença que consiste no deslocamento do cristalino.

Este último pode ser tratado com medicamentos ou removendo o cristalino, com a aplicação de gotas medicamentosas no olho durante toda sua vida.

William Haynes: “Até quando estão muito doentes se recuperam com uma surpreendente rapidez”.

Fora algumas doenças que requerem grande atenção, sua pelagem deve ser escovada periodicamente, não só para a remoção dos pelos mortos, mas também para manter sua pelagem bonita e brilhante. Também deve ser dada atenção às pulgas e carrapatos que podem se esconder entre seus pelos.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog