Tecnologia

Facebook reduzirá o alcance do conteúdo sensacionalista e provocativo

Escrito por Paulo Carmino

O Facebook está mais uma vez aprimorando como as histórias se espalham através do feed de notícias, desta vez indo atrás de posts que são “sensacionalistas e provocativos”. O objetivo não é apenas reduzir o clickbait, mas reduzir a falta de informação e mensagens problemáticas que não garantem uma proibição definitiva do site.

Em um post no blog, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, escreve que as pessoas naturalmente se envolvem mais com o conteúdo sensacionalista. O engajamento com esse conteúdo, diz ele, aumenta à medida que se torna tão problemático que precisa ser banido.

Então, em vez de mudar a linha do que é proibido, o Facebook vai alterar seus algoritmos de distribuição. Mensagens que a inteligência artificial do Facebook detecta como desnecessariamente provocativas serão distribuídas cada vez menos, impedindo-as de ver um pico de engajamento.

Zuckerberg acredita que isso desencorajará as pessoas a criar e postar esse tipo de conteúdo, em primeiro lugar, levando a uma melhor experiência para os usuários e menos polarização.

O Facebook usa o termo “conteúdo limítrofe” para descrever as histórias que serão afetadas aqui.

Sobre o Autor

Paulo Carmino