Curiosidades

Dor ciática: como identificar, prevenções e tratamentos

Escrito por Forbiddeen

O nervo ciático é bastante conhecido por todos, especialmente aqueles mais velhos que já sofrem com a dor ciática. Esse é o nervo mais longo de todo o corpo e vai desde o dedão do pé até a região da lombar nas costas.

Existem inúmeros fatores que podem contribuir para o aparecimento dessa dor, contudo, ela em si não deve ser pensada como uma doença. Normalmente acontecendo por uma inflamação, existem várias medidas para evitá-la.

Curioso para aprender mais sobre essa condição, como preveni-la e como tratá-la? Basta continuar lendo esse texto, iremos abordar todos esses pontos!

Afinal de contas, o que é a dor ciática?

Essa condição normalmente não acontece espontaneamente, ela está intimamente ligada a inúmeros outros fatores e doenças. Muitos desses fatores estão ligado a coluna vertebral, de onde o nervo sai para ramificar os membros inferiores.

Uma dor ou inflamação nesse nervo deve sempre ser levada a sério, afinal de contas, esse é o principal nervo motor das pernas. Ele é responsável pela movimentação do quadril, joelho e tornozelo, além de alguns outros músculos específicos.

Outro mito é que a dor no nervo ciático está sempre ligada a questão ortopédicas, contudo, isso não é verdade. Existem distúrbios metabólicos como a diabetes que também podem resultar nesse tipo de inflamação.

Como identificar se é mesmo dor no ciático

Quando se está com alguma situação que cause danos a esse nervo, a mesma pode se apresentar como uma dor intensa no fim das costas, glúteo ou pernas. Normalmente, esses sintomas também vêm acompanhado de dificuldade de manter-se ereto.

Outros sintomas que podem ser notados são:

  • Formigamento nas pernas ou colina;
  • Sensação de choque na coluna;
  • Fraqueza nas pernas;
  • Ficar muito tempo parado pode ser doloroso;
  • Dificuldade de caminhar.

Se você tem algum desses ou uma combinação deles, não deixe de consultar-se com um médico para que a situação possa ser explorada. Normalmente o diagnóstico é feito por um ortopedista ou fisioterapeuta.

Normalmente a dor vai embora assim que a causa é tratada efetivamente.

Mas quais são as causas dessa condição dolorosa? Vamos ver agora:

As causas da dor no nervo ciático

Normalmente a dores causada nesse nervo são provenientes de lesões ou da compressão direta das estruturas. Existem diversas situações que podem levar ao aparecimento da dor ciática, tais como:

  • Traumas como quedas; contusões e outros fatores mecânicos;
  • Má postura por longos períodos;
  • Movimentos repetitivos;
  • Exercícios físicos realizados de forma inapropriada;
  • Hérnia de disco;
  • Cânceres e tumores;
  • Diabetes;
  • Mononucleose;
  • Doenças hereditárias; dentre outras.

Já dá para notar que dores relacionadas ao nervo ciático podem ter sua origem em diversas causas. Sendo assim, é muito importante consultar-se com um profissional apropriado.

Mas, caso as dores já estejam acontecendo, você pode tomar algumas medidas para torná-la mais suportável. É o que falaremos a seguir.

Possíveis tratamentos

O tratamento da dor ciática tem várias abordagens, desde as que tratam diretamente a condição dolorosa ou as que tratam a sua causa. Pode ser feito com:

Uso de medicamentos

O tratamento a base de medicamentos pode ser com anti-inflamatórios mais simples como são os não esteroidais (ibuprofeno, dipirona, etc.). A depender da intensidade da dor, medicamentos mais fortes podem ser utilizados, contudo, somente com prescrição médica.

Massagear a área

A massagem ajuda a melhorar a circulação na área inflamada, logo, toxinas e excesso de líquidos são removidos da área, aliviando a compressão do nervo.

Praticar exercícios

A prática de exercícios é uma ótima aliada nesses casos, pois uma das características desse tipo de dor é que ela piora ao passar longos períodos em uma mesma posição.

Normalmente não se tarda a notar a diferença na dor depois do começo da prática de exercícios; ou mesmo com a fisioterapia.

Não somente, é a forma mais efetiva de prevenir o desenvolvimento dessa dor já que fortalecem os músculos das costas e abdômen. Isso resulta em um corpo mais estável, assim como suas vértebras.

Sobre o Autor

Forbiddeen