Geek

Brasileiros podem pagar mais de R$ 2,5 tri em impostos até o fim do ano, aponta Impostômetro

Escrito por Paulo Carmino

Impostômetro: uma dose de informação

Já estamos na metade do mês de outubro, faltando cerca de dois meses e meio para acabar o ano, e o impostômetro já contabilizou uma arrecadação histórica para esta época do ano em impostos. No momento em que escrevemos esta matéria, foram contabilizados cerca de R$ 1,94 tri em impostos pagos pelos brasileiros, de acordo com o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Com a velocidade de arrecadação atrelada ao grande número de produtos tributados, a marca de 2018 que foi de cerca de R$ 2,4 tri . A estimativa é a de que o Impostômetro contabilize exatos R$ 2,5 tri até o fim do ano de 2019.

Segundo uma matéria do G1, a marca de 2018 foi a primeira vez em que o valor arrecadado chegou àquela marca, mas, como podemos observar, a marca anterior pode ser superada ainda este ano.

Em 2017 a arrecadação total de impostos foi de R$ 2,712 tri. A arrecadação em 2018, como citamos anteriormente, representou um crescimento nominal de 8,98% em relação ao ano de 2017. Caso a expectativa de arrecadação em 2019 supere a de 2018 e, também, chegue ao valor de R$ 2,5 tri, o crescimento percentual será de 4,69%. Em relação ao ano de 2017, o crescimento percentual fica em 15,2%, o que representa o atual cenário da grande carga tributária que os brasileiros pagam todos os dias aos cofres públicos.

Principais impostos

O Impostômetro

O Impostômetro foi criado em 2005 e tem o objetivo de informar e contabilizar, em tempo real, os valores arrecadados em impostos tanto pelo país quanto pelos estados, além é claro, dos municípios.

A contagem se dá pela arrecadação de todos os impostos existentes no país e a consulta na plataforma pode ser filtrada por estados, municípios, capitais e até mesmo por tipo de imposto.

Sobre o Autor

Paulo Carmino