Autos

Transitar em marcha alta diminui o fluxo de funcionamento do ar-condicionado!? veja.:

Escrito por Fernando Luis

[ad_1]

Saiba se rodar com marcha alta, em baixo giro, prejudica o desempenho do ar-condicionado

por ALEXANDRE IZO


São vários os fatores que podem prejudicar o funcionamento do ar-condicionado de um automóvel: filtro sujo, pequenos vazamentos, superaquecimento do sistema… Mas será que rodar com marchas altas, na tentativa de se economizar combustível, afeta o comportamento desse equipamento?

“Rodar com marchas altas e rotações baixas não interfere em nada no funcionamento do ar-condicionado. O ar pode se tornar ineficiente se houver falta de gás, mas nunca por causa do giro do motor”, afirma o dono da Autocare Center, Joaquim Portella.

“Nos compressores antigos, quanto maior fosse a rotação, melhor seria a pressão. Então, a refrigeração na cabine melhorava quando se estava em velocidades mais altas, porque havia mais fluxo de ar no condensador. Hoje, não existe mais embreagem no sistema e toda a regulagem é feita eletronicamente“, diz o engenheiro Rubens Venosa, da Oficina Motor Max.

Então, tecnicamente, é possível rodar com marchas altas e em baixas rotações sem que haja perda de desempenho na refrigeração da cabine. Mas deve-se ficar atento à outras adversidades que possam surgir. “Usar marcha inadequada, ou seja, marcha alta em baixa velocidade, além de não economizar combustível, pode provocar trancos e vibrações no conjunto motriz e de tração. Isso pode trazer a soltura de parafusos e a sobrecarga nos coxins”, revela o engenheiro e conselheiro da SAE Brasil, Francisco Satkunas.

 

Fonte: AutoEsporte

[ad_2] Créditos : Autos24h

Sobre o Autor

Fernando Luis