PET

Tem uma serpente no jardim: o que eu faço?

A atividade da maioria dos animais passa por um aumento na primavera, especialmente de alguns répteis como as serpentes. É por isso que é comum que, nesta época, apareça uma serpente no jardim ou até mesmo em casa.

Em algumas ocasiões, as serpentes podem ficar presas em estruturas feitas por pessoas, como piscinas e lagos ornamentais. É por isso que muitas vezes as serpentes que encontramos precisam de ajuda, e não é motivo para nos assustarmos.

Na verdade, as serpentes não representam um perigo para o homem. Por isso, devemos agir com o cuidado e o respeito que todo animal merece.

O que faço com a serpente no jardim?

Em primeiro lugar, é importante agir com tranquilidade. É conveniente se mover com cuidado. Embora não seja perigosa, os sentidos da serpente são muito sensíveis aos tremores no solo e o animal pode ficar estressado.

Ao encontrarmos uma serpente no jardim, não podemos perdê-la de vista e devemos saber exatamente onde ela está. Não porque seja perigosa, mas para tê-la sob controle e poder capturá-la ou indicar sua localização a algum profissional responsável.

Uma serpente no jardim: identificação

São poucas as espécies de serpentes venenosas, mas é recomendado saber identificar aquelas que são peçonhentas. Também, é muito importante saber diferenciar cobras de víboras, já que são as víboras que possuem veneno.

É muito importante identificar o animal antes de entrar em contato com ele. É a partir dessa informação que saberemos se o manejo apresenta algum risco.

Para isso, sugerimos pedir ajuda para grupos de herpetologia nas redes sociais, que costumam responder com prontidão. É aconselhável contar com a opinião de várias pessoas antes de nos arriscarmos a manejar algum animal selvagem.

Uma serpente no jardim: quem devo chamar?

O mais indicado é entrar em contato com alguma associação de herpetologia, telefones de emergência ou com os agentes de zoonoses da sua região. Se nenhuma dessas opções der resultado e se a espécie não for perigosa, você poderá resgatá-la.

Após conseguir alguém que nos atenda, é fundamental continuar vigiando a serpente até que os agentes a encontrem. Se tivermos que resgatar o animal por conta própria, podemos usar um balde ou caixa e direcionar a cobra até o interior com um bastão.

Tem uma serpente no jardim: o que eu faço?

Depois de ter feito isso, podemos libertar o réptil em uma região de mata ou em alguma floresta próxima. Caso isso não seja possível, é necessário ligar para os serviços de emergência.

Só é recomendado agir dessa forma se identificarmos a serpente corretamente e se ela não está em perigo. É normal que esses animais vivam em nossos jardins e façam parte da fauna. Embora sejam inofensivas, podem atacar, caso se sintam ameaçadas.

Uma serpente no jardim: animais protegidos

Devemos ter em mente que todas as serpentes evitam a presença humana. Elas só nos atacam quando se sentem encurraladas e ameaçadas, como quando pisamos nelas.

Além disso, todos os diferentes tipos de serpentes são espécies protegidas. Portanto, nunca podemos agredi-las ou machucá-las intencionalmente.

Ao encontrar uma serpente no jardim, é comum que sejam as cobras bastardas ou cobras de escada. Esses répteis são inofensivos, embora possam se mostrar agressivos ao serem manipulados.

Infelizmente, as serpentes continuam sendo criaturas vistas com desconfiança e medo por muitas pessoas. Entretanto, precisamos entender que elas não representam perigo real para os seres humanos.


Notícias sobre Pets