PET

Sementes para pássaros domésticos: tipos e recomendações

Escrito por Escobar Dog

Para oferecer uma dieta equilibrada a suas aves, é necessário conhecer os nutrientes essenciais para seu desenvolvimento saudável. Isto é, as sementes para pássaros domésticos. Vamos conhecê-las.

A importância das sementes para pássaros domésticos

Quando se analisam as aves que melhor se adaptam à vida em cativeiro, a maioria delas costuma ser parcial ou exclusivamente granívora. Isso significa que sua dieta está baseada total ou em maior medida em sementes secas ou que têm polpa. Estas sementes podem ser derivadas de vegetais arbóreos e/ou herbáceos.

Existe uma variedade de rações comerciais para pássaros domésticos que consistem em misturas de sementes, vegetais e frutos secos. As proporções são adequadas de acordo com a espécie e a idade do animal. Pode-se utilizar, sem inconvenientes, estes produtos como base de uma dieta equilibrada para suas aves.

No entanto, muitos especialistas defendem as vantagens de complementar a alimentação com sementes para pássaros domésticos e, também, com frutas e vegetais frescos e secos. Respeitando as necessidades específicas de cada animal, claro.

Por que incluir sementes para pássaros domésticos na alimentação de suas aves?

A maioria das sementes consiste no óvulo fecundado de plantas que possuem ciclo de reprodução sexual. Quando se desenvolvem em condições ótimas, as sementes dão origens a novas plantas semelhantes às plantas-mãe.

Para permitir a germinação de uma nova planta, as sementes devem contar com grande concentração de substâncias energéticas em seu interior. Quando começam a germinar, dão origem a um broto que sintetiza vitaminas e fito-hormônios.

Por isso, as sementes em estado embrionário e os brotos de vegetais são conceituados como excelentes fontes de nutrientes essenciais. E geram muitos benefícios para a dieta de diferentes animais, inclusive dos seres humanos.

As sementes para pássaros domésticos significam uma fonte natural de carboidratos, gorduras e proteínas vegetais. Contribuem com energia para o desenvolvimento de seu metabolismo, permitindo o fortalecimento de seu sistema imunológico.

Como combinar as sementes para pássaros domésticos na dieta?

A alimentação das aves inclui tipos de dietas muito diferentes. Existem aves carnívoras, insectívoras, granívoras e frutívoras. O organismo da cada ave é adaptado a uma dieta desde o formato do bico até seu sistema digestivo.

A maioria das aves domésticas precisa de um alto conteúdo de sementes em sua dieta diária. O qual deve ser complementado com frutas, verduras e proteínas animais.

No entanto, não existe uma única dieta adequada para todas as aves. Cada espécie precisa de um certo equilíbrio de energia, vitaminas e minerais para a preservação de sua saúde.

Variações nas diferentes etapas de vida

A alimentação das aves também varia de acordo com a etapa de sua vida. Quando ainda são filhotes, a maioria delas precisa de uma alta contribuição proteica para desenvolver seus músculos e asas. Em seu habitat natural, a mãe ofereceria insetos já parcialmente digeridos.

Para a criação em cativeiro, existem massas elaboradas especificamente para a cria de pintinhos e pombos. Estas são altamente recomendáveis. Possuem quantidades equilibradas de nutrientes e costumam ser melhor conservadas do que as papinhas caseiras.

No caso de aves adultas, o caso é um pouco diferente. É importante que sua alimentação diária conte com grãos de milho, sorgo, aveia, trigo, alpiste, cevada, arroz, lentilha, alfarrobeira, linho, vagem e girassol.

Tipos de aves e sementes para pássaros domésticos

  • Papagaios comuns: de 70% a 80% de sua alimentação deve ser composta por frutas e verduras. Os outros 20% ou 30% devem combinar as sementes para pássaros domésticos com frutos secos e pequenas porções de ovo cozido e iogurte. O arroz não deve ser oferecido cru e nem com muita frequência.
Casal de papagaios

  • Canários: recomenda-se escolher as misturas específicas para canários, pois estas contêm proporções adequadas de sementes e vegetais. Para complementar, o ideal é oferecer cenoura ralada, ervilhas e brócolis.
  • Pombas: são quase 100% granívoras. O ideal é oferecer aos pombos 90% de sementes para pássaros domésticos e 10% de pequenos pedaços de frutas e verduras.
  • Papagaios cinzas: sua dieta precisa de um alto teor de minerais e cálcio. 70% de sua alimentação baseia-se em sementes, e 30% em frutas frescas, frutas secas e verduras. Recomenda-se preferir vegetais ricos em cálcio: couves, brócolis, folhas de mostarda, cenouras, escarolas, damascos e figos.
  • Aves exóticas: 40% de sua dieta deve privilegiar frutas e verduras frescas, 30% deve ser composta por sementes e 20% por frutos secos e misturas preparadas para aves. É importante oferecer vegetais ricos em vitamina A e cálcio: abóbora, cenoura, batatas, mamão, manga, nozes e castanhas, brócolis e ervilhas.

Além de equilibrar as proporções, é indispensável armazenar corretamente as sementes para pássaros domésticos. Com isso, evitaremos a proliferação de microrganismos que podem afetar a saúde de suas aves.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog