Geek

Samsung Galaxy Note 7 deu problema nos dois lotes de bateria, aponta jornal

O Samsung Galaxy Note 7 foi lançado em 2016, com grandes recursos, como o leitor de íris. Apesar de grandes inovações, o Smartphone começou a explodir e a companhia teve de fazer um recall com mais de 2 milhões de unidades.

Mesmo com o recall, as novas unidades continuaram sofrendo danos por causa da bateria, que simplesmente sofria combustão, chegando à explosões fracas e até de grande impacto, que causaram chamas em veículos e até residências dos utilizadores – a Samsung arcou com indenizações e reparos.

De acordo com o Wall Street Journal, a Samsung vai revelar e elaborar em uma conferência de imprensa, em Seul, nesta segunda-feira (23), o laudo técnico oficial sobre o problema das explosões do dispositivo. Até o momento, já se tem a certeza de que o problema vem das baterias do aparelho.

Imagem: Samsung Galaxy Note 7

Laudo técnico do Galaxy Note 7 indica dois problemas de bateria

O relatório, que foi gerado por três empresas independentes de análise, afirma que os problemas com o lote inicial de baterias, desenvolvidos pela Samsung, eram de espaço físico, uma vez que, o chassi do Note 7 (carcaça), fazia com que a bateria ficasse encostando em toda à carcaça do aparelho, causando superaquecimento e pegando fogo.

Além do problema do primeiro lote, o que mais chama atenção é que, das conclusões com o segundo lote, que foram construídos pela Amperex, outro fornecedor de baterias da Samsung, existia outro defeito nas células das baterias. As células utilizadas, tinham um defeito de fabricação não especificado, causado o mesmo defeito do problema das baterias do primeiro lote, fazendo então, com que a bateria explodisse.

Prejuízo e desconfiança

Ao todo, a Samsung teria perdido cerca de US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 15,8 bilhões na atual cotação do dólar) do recall dos aparelhos, o que não impediu sua capacidade de obter lucros recordes no quarto trimestre de 2016.

Outro ponto, é a questão da reputação da empresa a longo prazo, algo que ainda está muito no ar, especialmente porque muitos aguardam o laudo técnico oficial, que deve sair nesta semana, para discutir sobre à confiança na Samsung e seus produtos.

Demonstre uma reação nesta publicação

Curtir
Amei
Haha
Uau
Triste
Grr