PET

Saiba o momento certo de levar seu gato para tomar vacina

Escrito por Forbiddeen

Sempre que adotamos um filhote, nos perguntamos o que fazer, desde o que comprar antes de trazer o gatinho para casa ou mesmo até mesmo quais as vacinas para gato que temos que providenciar a fim de manter a saúde do bichano em dias.

“Melhor prevenir do que remediar” é um ditado que se encaixa bem quando o assunto é evitar doenças perigosas para o seu animal de estimação, não importa se você pretende criar seu gato com acesso à rua ou como os famosos gatos de apartamento.

Quer saber mais sobre esse assunto? Continue lendo e saiba quando levar o seu gato para tomar a vacina e outras informações úteis.

Quando vacinar o meu filhote de gato?

Calma, não precisa sair correndo com o seu filhote assim que nasceu para tomar as vacinas indicadas. Nesse momento, você somente precisa tomar cuidado para que eles tenham o ambiente mais limpo possível e deixar que a mamãe faça o trabalho dela.

No momento do nascimento, o sistema imunológico do filhote não está preparado para receber as vacinas e não irá ter a resposta adequada após a administração. Nesse momento ele conta com a proteção herdada de sua mãe, então, repetimos, deixe que ela faça o trabalho dela.

Um pouco diferente dos cachorros, os gatos somente vão ao veterinário para o início do seu protocolo de vacinação um pouco depois. É comum que a imunização do gato comece entre o período de 6 a 8 semanas de idade, podemos generalizar esse período nos 2 meses, que é o normalmente indicado pelos veterinários.

Pronto, agora que você já sabe quando, vamos falar sobre o que o seu gatinho estará tomando a cada dose.

Vacinas para gatos: quais são?

Antes de iniciar o esquema de vacinação dos gatos, é necessário atestar que os bichanos estão realmente em boas condições de saúde. A famosa “primeira consulta de filhotes” é quando é realizada a avaliação clínica e o exame parasitológico para essa finalidade.

As vacinas que o seu animal tomará são basicamente duas, contudo, fique atento aos exames necessários caso você não saiba de onde o seu felino veio, afinal, o histórico do seu gato é um dado importante para que o profissional clínico possa determinar quais os exames necessários. Mais uma vez a máxima do prevenir é melhor que remediar é válida.

Quádrupla felina

Como o próprio nome já deixa transparecer, essa é a primeira vacina e combate as 4 principais doenças que assolam os felinos. Essas são panleucopenia, clamidiose, calicivirose e rinotraqueíte.

Vacina antirrábica

A clássica vacina antirrábica que gatos e cachorros tomam para encerrar o protocolo de vacinação padrão protege contra a Raiva, uma zoonose (doença que infecta humanos e animais) mortal.

Agora você já sabe quais são as duas vacinas, deve estar se perguntando qual o intervalo entre elas, certo? Bem, falaremos sobre isso também!

A primeira, como já mencionado, é a quádrupla felina que também é conhecida como V4 ou vacina múltipla é administrada por volta do segundo mês de vida do felino. Após isso, é necessário receber o reforço dessa primeira, isso se dá entre 2 e 3 meses da primeira dose.

Quando esse ciclo acabar, chegou a hora da antirrábica. Esse é o primeiro ciclo de vacinação do filhote, mas, mesmo após adulto é necessário fazer o reforço anual dessas duas vacinas. Informe-se com o seu veterinário sobre a melhor forma de fazê-lo, mas nunca deixe de se atentar a saúde do seu animal de estimação.

Tudo isso é fundamental para a manutenção da boa saúde do seu gato, faz parte da medicina preventiva é de extrema importância para que ele cresça saudável!

Essas são as duas vacinas para gatos que o seu bichano não pode deixar de tomar de jeito algum, tanto para manter própria saúde quando a dos demais. A vacinação é uma espécie de pacto no qual você se protege e protege o próximo por não contrair uma doença infecciosa.

Sobre o Autor

Forbiddeen