Negócios

Restaurante em SP economiza 12 mil litros reaproveitando água do ar condicionado

O sistema reaproveita a água do ar condicionado e deu tão certo, que deve ser expandido para todas as 20 casas da rede.

A rede de restaurantes Sí Señor, especializada em gastronomia tex-mex, implantou uma iniciativa simples, mas que permitiu a economia de 12 mil litros de água potável em apenas uma de suas lojas. O sistema reaproveita a água do ar condicionado e deu tão certo, que deve ser expandido para todas as 20 casas da rede.

A crise hídrica vivenciada em São Paulo tem incentivado moradores e empresários a buscarem alternativas para reduzir o desperdício de água. Em todo o estado novas ideias surgem para maximizar o reaproveitamento da água de reuso, poupando o recurso potável para fins extremamente necessários.

Foi a partir desta necessidade que o restaurante entrou no circuito “fazendo a sua parte para combater a crise de água vivida na Grande São Paulo”. A saída encontrada foi o reaproveitamento da água desperdiçada pelo ar condicionado do estabelecimento. A primeira loja a receber o sistema está localizada no bairro do Tatuapé, na zona leste da cidade.

O resultado foi bastante expressivo, se considerar o fato de que não foram necessárias mudanças drásticas na estrutura ou no funcionamento do restaurante. Em um mês, a casa conseguiu economizar 12 mil litros de água, apenas reaproveitando o desperdício das máquinas de ar condicionado.


Foto: Divulgação

 

De acordo com a administração da rede, na loja em que o sistema foi instalado existem cinco equipamentos de ar condicionado, que geram oito litros de água por hora para manter o ambiente refrigerado. Em um dia, a casa é capaz de produzir 400 litros de água, usados para a limpeza e rega dos jardins do restaurante.

“Financeiramente falando, a economia não é tão significativa assim. Mas, se pensarmos no ganho ecológico, são 12 mil litros de água economizados por mês, o que é muito representativo, especialmente no momento em que vivemos em São Paulo. Atualmente, pensar de maneira sustentável não é mais uma aposta, e sim uma necessidade. Por isso, nosso plano é expandir o uso do sistema para todas as unidades do Sí Señor”, esclarece o CEO da Rede, Jorge Maluf.

Redação CicloVivo