PET

Porco como animal de estimação: tudo o que você precisa saber

Escrito por Escobar Dog

Criar um porco como animal de estimação não é o mesmo que ter um gato ou um cachorro. Os porcos precisam de cuidados específicos relacionados a sua alimentação, higiene e ambiente para conservar seu ótimo estado de saúde.

Adotar um porco como animal de estimação: em primeiro lugar, responsabilidade

Os animais são seres vivos dotados de inteligência e emoções. Todo animal, independente da espécie, requer e merece uma criação responsável, com os cuidados apropriados.

Quando adotamos um animal, é nossa responsabilidade proporcionar as melhores condições para seu desenvolvimento. Inclusive a medicina preventiva adequada, a aclimatação correta do ambiente, alimentação equilibrada e exercícios regulares.

Cuidado com as modas passageiras: um animal de estimação não é enfeite

Infelizmente, os animais não escapam das tendências da moda. Algumas espécies simplesmente caem no gosto das pessoas em determinadas épocas. Geralmente, esse fenômeno se explica pelo comportamento de pessoas famosas. Não é incomum ver famosos adotarem animais exóticos e protagonizarem capas de revistas.

Há não muito tempo, os suínos comuns da espécie vietnamita tornaram-se o centro das atenções no mundo do espetáculo. Graças a eles, ter um porco como animal de estimação parece estar novamente na “moda”.

Mas devemos entender que um animal não é um brinquedo para as crianças, nem um enfeite para nosso lar. Ter um animal silvestre fechado em cativeiro e privá-lo de sua liberdade e desenvolvimento saudável é um ato de egoísmo. Além disso, isso representa um risco para a saúde e o bem-estar de sua espécie.

Por isso, é sempre recomendável preferir um gato ou um cão como animal de estimação se você mora em apartamento, já que esses animais são facilmente domesticáveis.

Aspectos favoráveis e principais características dos porcos

– Caráter positivo

Os porcos possuem um caráter dócil e curioso. Se têm incentivos, geralmente mostram-se dispostos a brincar, correr e explorar novos territórios. Portanto, um porco como animal de estimação pode acabar sendo uma excelente companhia para as crianças.

Também se destacam por sua notável habilidade de interação. Os porcos podem chegar a estabelecer uma relação profunda de afetividade com seus donos. São capazes de pedir carinho, passear, exercitar-se e aproveitar a convivência com humanos e outros animais de estimação.

adoção de porcos e cães

– Capacidade de aprendizagem

Os porcos são mamíferos extremamente inteligentes e geralmente aprendem com muita facilidade. Sob orientação adequada, podem ser adestrados como os cães e os gatos.

Alguns porcos domésticos são capazes de memorizar e reproduzir truques, assim como reconhecer um nome e obedecer diferentes ordens.

– Animais limpos e com poucos pelos

É um erro associar os porcos à sujeira. São animais naturalmente limpos e não lhes agrada viver em ambientes sujos. Além disso, podem tornar-se muito cuidadosos na hora de comer, se forem bem treinados.

Como quase todos os mamíferos, os porcos têm pelos, mas muito pouco se comparados com cães, gatos e coelhos.

Cuidados básicos com um porco como animal de estimação

Ao adotar um porco como animal de estimação, é indispensável dar atenção especial à sua alimentação, higiene e atividade física. A seguir, alguns conselhos práticos para conservar a saúde de seu novo companheiro.

1. Alimentação

Os porcos são onívoros, podem se adaptar a diversos tipos de alimentos e requerem uma dieta diversificada. Cerca de 70% de sua alimentação deve ser de frutas, verduras e cereais frescos e, é claro, em bom estado.

Deve-se evitar ao máximo oferecer rações comerciais existentes para porcos de fazendas. Esse produto é utilizado para engordar os animais, e não para nutri-los.

Como todo mamífero, os porcos precisam de muita hidratação. Por isso, é fundamental deixar sempre a seu alcance água fresca e limpa.

É importante estabelecer limites para seu apetite, pois eles podem ser gulosos e se tornar agressivos pela disputa de alimento ou território.

2. Higiene e adaptação do ambiente

Os porcos não exalam mau cheiro. Na verdade, é a falta de higiene adequada que suja o animal e causa o mau odor.

Para manter o porco limpo, é indispensável limpá-lo e adaptar seu ambiente. Também é importante dar banho de dois em dois meses para conservar a saúde de sua pele e pelos.

Os porcos devem manter o hábito de escavar. Por isso, devem ter uma área livre, preferencialmente com pasto e terra. Como são oriundos de climas temperados, o ambiente favorável para seu desenvolvimento deve ter uma temperatura entre 19ºC e 24ºC.

3. Atividade física

Quando vivem em liberdade, os porcos geralmente caminham livremente e acasalam com muita frequência. Isso lhes permite gastar muita energia e manter seu peso adequado. Um porco como animal de estimação vai necessitar de um bom espaço livre e exercícios regulares.

4. Medicina preventiva

Com uma boa alimentação e atividade física, dificilmente seu porquinho vai ficar doente. Mas é fundamental vaciná-los e realizar visitas periódicas ao veterinário especializado.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog