Decoração & Design

O que parece ser uma simples casa guarda um luxuosíssimo castelo por dentro

Nunca julgue um livro pela capa, pois  Em Newport, Oregon, essa casa de cor creme, aparentemente semelhante às demais construções do bairro, guarda um diferente e surpreendente segredo.

O imóvel, vendido no ano de 1979 pelo seu proprietário original, fora adquirido por nada menos que uma condessa. Almie Barton afirma que quando comprou a casa, percebeu que era bastante resistente, mas construída com materiais básicos e os cômodos eram pequenos. Não parecia adequado às suas necessidades.

1.

casa_castelo1

2.

casa_castelo10

Então, Barton derrubou paredes transformando 3 salas menores e um grande hall de entrada que se abre para uma grande área de vivência. O interior é repleto de feixes dourados, lustres de cristal, afrescos no teto e mobília que datam dos séculos 17 e 18, fazendo do lugar algo único.

Sobre a casa ser um tanto escura, Barton explica que as casas americanas tendem a ser mais iluminadas, mas que a “escuridão” da sua tem um sentido: as janelas possuem vitrais e, assim como as catedrais antigas, o lugar precisa ser mais escuro para que eles brilhem como gemas preciosas, mudando de acordo com a iluminação durante o dia.

3.

casa_castelo3

4.

casa_castelo6

5.

casa_castelo5

6.

casa_castelo4

7.

casa_castelo12

8.

casa_castelo13

9.

casa_castelo14

 

10.

casa_castelo11

11.

casa_castelo9

12.

casa_castelo15

Mas por que manter o exterior intocado, tão diferente do interior? A resposta é apenas uma: impostos. É verdade que a condessa queria mudanças, mas realizá-las do lado de fora aumentaria o valor de mercado do imóvel (sobre o valor inicialmente adquirido), elevando, consequentemente, os tributos sobre o local. Espertinha essa condessa, não? Estima-se hoje que o imóvel de 3 quartos valha 399 mil dólares.

13.

casa_castelo8

14.

casa_castelo7

15.

casa_castelo2

Fonte: My Modern Met