Negócios

Morrissey critica família real britânica por caça de animais

O cantor afirma que William é tapado demais para perceber que animais como tigres e rinocerontes estão quase extintos.

Os ativistas anônimos não foram os únicos a repreenderam a atitude do príncipe William, que lançou uma campanha pró-animais uma semana depois de realizar uma viagem de caça com seu irmão Harry. O astro do rock, Morrissey fez questão de escrever uma carta aberta sobre os dois.

Os irmãos viajaram até a Espanha em busca de veados e javalis, uma prática que não é considerada ilegal, porém incoerente com o discurso lançado pelo príncipe William junto ao príncipe Charles, veja aqui. Morrissey, que já havia criticado a família real britânica em outros momentos, não poupou críticas.

De acordo com a revista Rolling Stone, em certo momento, o cantor afirma que “William é tapado demais para perceber que animais como tigres e rinocerontes estão quase extintos porque pessoas como ele e o seu irmão os tiraram do mapa – tudo em nome do esporte e da chacina”.

Morrissey aproveitou também para questionar o porquê do ato ser mais aceitável apenas pelo fato de ter sido cometido pela instituição britânica. Ainda afirmou que a família real representa uma “vergonha colossal para o Reino Unido”.

A carta ainda lançou críticas à imprensa local, que, segundo ele, ignoram qualquer notícia ruim vinda da família. O desabado não poderia terminar de forma mais dura e pesada: “Só podemos rezar para Deus que os tiros saiam pela culatra na cara deles”, concluiu.

Redação CicloVivo