PET

Infecções mais comuns no verão: proteja seu cachorro

Escrito por Escobar Dog

Os dias mais quentes são perfeitos para fazer atividades ao ar livre e sair de férias com seu cão. Mas as altas temperaturas também aumentam a necessidade de reforçar o cuidado e a higiene dos cães para evitar possíveis infecções.

Quais as principais infecções que seu cão pode ter no verão?

Quando o verão chega, muitos proprietários mudam a rotina de seus cães e os levam para passear ao ar livre.

São comuns: viagens, sol, banho de mar ou de piscina, brincadeiras na grama, etc.

Essas saídas são uma boa opção, já que nossos cães gostam de curtir atividades em nossa companhia. 

E ainda melhor se eles puderem conhecer novos lugares com sua família humana e amigos caninos.

No entanto, é essencial tomar algumas medidas preventivas, para que toda essa diversão não represente um risco ao seu bem-estar.

A vida ao ar livre garante entretenimento saudável, mas também significa exposição a vários patógenos. 

Portanto, os problemas de saúde dos animais de estimação se multiplicam durante a estação mais quente do ano.

A seguir, veremos as principais infecções que podem afetar o seu cão no verão e como evitá-las.

Também aconselhável consultar o seu veterinário de confiança para identificar qualquer alteração no comportamento ou na aparência de seu pet.

Infecções típicas do verão:

Otite

Infecções de ouvido e inflamações (otite) em cães são especialmente comuns durante o verão. 

A maioria dos proprietários aumenta a frequência dos banhos, já que seus animais de estimação tendem a se sujar mais facilmente ao ar livre.

Além disso, os cães que gostam de tomar banho no mar ou na piscina ficam constantemente molhados.

Tudo isso favorece o acúmulo de umidade na região de suas orelhas e a proliferação de bactérias e fungos. 

Esses microrganismos podem causar inflamações e infecções na região externa e interna do canal auditivo (otite). Por essa razão, o diagnóstico de otite aumenta muito durante o verão.

Para evitar uma otite em seu cão, você deverá secar bem os ouvidos dele após um banho ou um dia de diversão na piscina.

É aconselhável usar gazes secas ou um pano limpo para realizar uma secagem ideal.

Também é uma boa prática verificar as orelhas do nosso cão a cada dois ou três dias, para identificar quaisquer sintomas.

Além disso, recomenda-se fazer uma limpeza a cada 15 dias, para manter uma boa higiene nesta área.

Problemas de pele

A pele de nossos cães é muito sensível e, durante o verão, está exposta a inúmeros riscos. 

Entre estes fatores estão a intensidade dos raios solares, a proliferação de ectoparasitas, o sal do mar, as substâncias químicas da piscina, etc.

Cachorro com sarna

Tudo isso pode favorecer o desenvolvimento de queimaduras, alergias, inflamações e infecções cutâneas em nossos melhores amigos.

Estas são algumas medidas preventivas para evitar que esses problemas prejudiquem a saúde do nosso melhor amigo:

  • Aplique protetor solar para evitar queimaduras: a exposição excessiva à luz solar é muito perigosa para nós e, também, para os nossos animais de estimação. Além de causar queimaduras, aumentam as chances de câncer de pele.
  • Portanto, o uso diário de filtro solar é essencial para preservar a boa saúde de nossos cães no verão. Devemos nos lembrar que os filtros solares para seres humanos não devem ser aplicados em animais de estimação. Em lojas especializadas, podemos encontrar protetores solares especialmente feitos para eles.
  • Evite o acúmulo de umidade: devemos secar a pele e os pelos de nossos cães para evitar o acúmulo de umidade. A proliferação de bactérias e fungos favorece o desenvolvimento de infecções e inflamações cutâneas. Depois de um dia de piscina ou praia, ele precisará de uma boa secagem.
  • Reforçar a desparasitação: os ectoparasitas se reproduzem intensamente com a chegada das altas temperaturas. Isso aumenta a probabilidade de seu cão entrar em contato com pulgas, carrapatos, ácaros e mosquitos.
  • Além de causar coceira intensa e inflamação da pele, esses ectoparasitas podem transmitir doenças graves para o seu animal de estimação. Portanto, é essencial reforçar a desparasitação com a chegada do verão.

Infecções gastrintestinais

A variação de temperatura, calor e mudanças na dieta podem causar problemas gastrointestinais em nossos animais de estimação.

Para evitar isso, devemos prestar especial atenção à comida e à hidratação dos cães durante o verão.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog