Meio Ambiente

Fluminense destina corretamente todo lixo de estádio, após parceria com cooperativa

Escrito por Ana Dalila

Pela primeira vez um clube de futebol faz convênio com uma cooperativa de coleta de lixo. É até difícil de acreditar que com tanto lixo produzido nos estádios nunca se havia feito algo do tipo até o último domingo (14) no jogo entre Fluminense e Santos.

A rodada do Campeonato Brasileiro começou com um aviso no telão: O Fluminense joga limpo – fazendo uma analogia entre ser correto em campo e fora dele. Foi assim que durante o jogo foram recolhidos os recicláveis e orgânicos.

Apesar de haver lixeiras separadas para cada tipo de resíduo no Maracanã, poucos realmente se preocupam em jogar no recipiente correto. Pois isso, ainda durante a partida os cooperados já fazem a triagem do lixo. Os recicláveis são pesados e vão direto para a cooperativa Transformando, já os restos de alimentos são destinados a um contêiner para serem encaminhados a outra cooperativa. Neste último caso, o lixo vai se transformar em compostagem e adubo.

A cooperativa Transformando, responsável por este trabalho, está localizada no bairro do Caju, Rio de Janeiro. O convênio entre o Fluminense e o grupo ajuda a gerar renda para 160 famílias cariocas.

(467)

Sobre o Autor

Ana Dalila