PET

Estresse em coelhos: saiba como combatê-lo de forma eficaz

Escrito por Escobar Dog

Animais, como nós humanos, estão propensos ao estresse; seja em liberdade ou em cativeiro como animais de estimação. No caso dos coelhos, eles apresentam uma série de sintomas que; se não forem tratados a tempo, podem ser fatais. Portanto, hoje, daremos alguns conselhos para combater o estresse em coelhos de forma eficaz.

Estresse em coelhos: doença silenciosa

O estresse emocional é uma doença que afeta o desempenho psicológico e físico dos animais. Sem dúvida, isso se manifesta de maneiras diferentes em cada espécie, e o combate requer muito tempo e paciência.

No caso do estresse em coelhos, devemos ter em mente que esses animais estão na posição mais baixa da cadeia alimentar. Embora os tenhamos domesticado, eles ainda têm o instinto de sobrevivência; o que dificulta um pouco a adaptação ao novo ambiente.

Espaços abertos, objetos para roer e o silêncio são algumas das principais dicas que podemos lhe dar para manter seu coelho calmo. No entanto, uma vez que o estresse começa a se manifestar, devemos ter muito cuidado sobre como tratá-lo adequadamente.

Como se manifesta o estresse em coelhos

O estresse em coelhos se manifesta de muitas maneiras; especialmente quando suas necessidades básicas não são atendidas adequadamente ou são esquecidas por completo.

As espécies da família leporidae, são animais muito calmos e silenciosos durante o dia. Isso porque são animais noturnos, que se alimentam durante as noites; quando se sentem mais seguros, longe dos predadores. Uma mudança repentina nesses comportamentos são os alertas que eles nos dão.

Sinais de estresse em coelhos

O primeiro sinal de alerta que nosso animal de estimação nos dá é começar a gritar alto e com frequência. O grito do coelho é muito alto e particular; pois assim é como avisam o grupo de possíveis perigos e predadores.

Mudanças de humor e em sua rotina também são sintomas de que algo está errado. Fazer muito barulho, chutar a gaiola ou ranger os dentes são maneiras de liberar sua raiva e de expressar uma posição dominante na presença de outro macho. Se o seu coelho vive sozinho ou com uma fêmea; é um grave sinal de alerta ele realizar essas ações.

Da mesma forma, um coelho quieto o tempo todo: sua natureza é curiosa e o leva a explorar e a estar em constante reconhecimento de seu ambiente. Um coelho que está quieto é um sinal de alerta, já que denota medo.

coelho em casa

Já a reação de ficar parado é algo comum: ele procura se esconder dos predadores e encontrar um esconderijo… bem, nossa casa é um esconderijo! Esse comportamento geralmente ocorre na frente de outros animais de grande porte ou de humanos que ele não conhece.

Um caso mais sério é a automutilação; o coelho recorre a essa ação quando está sob grande pressão e dor em alguma parte de seu corpo. A dor é indicada com a constante lambida de algum membro e, quando ele não a aguenta mais, acaba cortando-a pela raiz.

O que fazer nesses casos

É muito provável que isso soe como um caso alarmante; mas não se preocupe. Os remédios são bastante simples e você só precisa dar tempo e liberdade para seu coelho melhorar o mais rápido possível. Primeiramente, recomendamos que você visite o veterinário; pois ele é o especialista em como atacar o problema da melhor forma.

coelho doente

  • Certifique-se de dar a ele liberdade de vez em quando: um coelho pode enlouquecer se for mantido trancado. Para evitar isso; é preferível deixá-lo correr livremente no quintal. Você deve ficar muito alerta para ele não comer nada errado enquanto corre em total liberdade.
  • Dê-lhe algo para mastigar: coelhos gostam de roer coisas, e essa é uma ótima maneira de deixar de lado suas preocupações. Em tocas eles geralmente têm vários objetos para mastigar; então seu coelho também deve ter objetos diferentes para satisfazer sua necessidade.
  • Tente manter seu ambiente calmo: ruídos muito altos e sustos súbitos são uma das principais causas de estresse; por isso seu ambiente deve ser o mais calmo possível. Se você tiver visitantes em casa; não os deixe chegar muito perto.
  • Limpe sua gaiola regularmente: os coelhos não gostam de ter o ambiente muito sujo e começam a ficar nervosos. Certifique-se de limpar sua gaiola regularmente para evitar seus ataques de fúria.

Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog