Geek

Escalada de preços do álcool em gel podem ser denunciados no Procon

Com a epidemia de Coronavírus no Brasil e a intensa procura por álcool em gel, uma das soluções para prevenção do vírus causador da Covid-19, o álcool em gel, sofreu disparada nos preços em farmácias e supermercados do país. Em alguns lugares, o aumento pode contabilizar 300% a mais relação ao preço convencional.

Muitas vezes, esse aumento segue a demanda das fabricantes, que não conseguem suprir a necessidade dos comerciantes e acabam elevando o preço do produto. No entanto, em alguns casos, as lojas estão aplicando os valores atualizados em produtos de lotes que já haviam sido adquiridos pelo preço convencional.

Essa prática, segundo o art. 39, inciso X do Código de Defesa do Consumidor, é uma prática abusiva e pode ser denunciada no Procon regional.

Em algumas cidades brasileiras, como Fortaleza, já há fiscalização por parte do órgão de defesa do consumidor, para coibir os aumentos abusivos de produtos como o álcool em gel 70% e máscaras de proteção facial.