PET

Endoscopia em cães

Escrito por Escobar Dog

A endoscopia é um exame simples que permite observar e diagnosticar alterações no trato gastrointestinal e respiratório, para prescrever o tratamento oportuno.

Embora seja um procedimento minimamente invasivo, requer que o paciente esteja sob anestesia, para evitar qualquer desconforto ou lesão acidental. A seguir, falaremos mais sobre a endoscopia em cães e suas recomendações.

O que é uma endoscopia?

Como vemos, é um exame do aparelho digestivo e respiratório que só deve ser feito por um médico ou profissional de saúde especializado. Neste procedimento, é utilizado um tubo longo, muito fino e muito flexível, que possui uma pequena câmera na sua ponta. Este dispositivo, chamado endoscópio, é o protagonista e o que garante o êxito da endoscopia.

Dentro do endoscópio há um pequeno canal que permite a introdução de uma grande variedade de instrumentos médicos. É precisamente por essa razão que a endoscopia pode ser usada para diagnosticar e tratar numerosos distúrbios respiratórios e gastrointestinais.

A técnica tem muitos benefícios para o cão, seu dono e o profissional. É simples, indolor, minimamente invasiva, tem um custo razoável e permite uma recuperação rápida do paciente. Além disso, requer poucos cuidados no pré e no pós-operatório, o que facilita sua realização para todos os envolvidos.

Como a endoscopia é realizada em cães

O veterinário deve primeiro assegurar que o cão é capaz de passar por uma cirurgia. Desta forma, a endoscopia é simples e segura, mas implica em anestesia geral e um procedimento minimamente invasivo.

Com a autorização médica, o cão deve ser admitido na clínica ou no hospital veterinário. Então, ele receberá a anestesia geral que geralmente entra em ação quase que imediatamente. Quando o paciente já está adequadamente sedado, um tubo endotraqueal é inserido para permitir a respiração adequada.

Com cuidado, o veterinário insere o endoscópio pela boca do cão. A ponta do dispositivo é geralmente lubrificada para permitir um melhor acesso ao trato digestivo. Em seguida, o profissional guia a câmera do endoscópio para observar todas as paredes do sistema gastrointestinal e respiratório.

Muitas vezes é necessário injetar uma boa quantidade de ar pela boca do cão, para permitir uma melhor visualização. No caso de encontrar um corpo estranho, o profissional poderá optar por uma incisão cirúrgica e removê-lo imediatamente.

Lembre-se de que os cães geralmente ingerem objetos não digeríveis e que podem ficar presos no trato respiratório ou no estômago.

Uma vez terminado o procedimento, o profissional irá sugar o excesso de ar da cavidade gastrointestinal. Depois, removerá cuidadosamente o endoscópio pela boca do cão. E, então, é só esperar pelo resultado do exame, que poderá levar de três a sete dias. A endoscopia pode durar entre uma e três horas. A anestesia deve ter efeito por pelo menos 30 minutos a mais.

Quando a endoscopia em cães é recomendada

Geralmente, a endoscopia não aparece como um estudo de rotina para cães ou humanos. Quase sempre a recomendação médica deriva de alguma observação anormal em exames de sangue, urina, ultrassonografia ou raios-X.

Veterinária e cão

Qual é o propósito de se realizar uma endoscopia em cães? O procedimento geralmente é realizado com a intenção de confirmar ou descartar um possível diagnóstico já suspeitado pelo médico.

Em princípio, o veterinário pode solicitar uma endoscopia para verificar a existência de qualquer anormalidade no sistema digestivo ou respiratório do cão. O estudo nos permite observar as membranas mucosas, além de coletar amostras ou massas anormais para a posterior realização de uma biópsia.

Além disso, a endoscopia é geralmente aplicada como tratamento imediato ou, ainda, para evitar complicações de certas patologias. Este é o caso da torção gástrica e da gastropexia. O procedimento também pode ser aplicado com as seguintes finalidades:

  • Colocação de tubos intestinais ou gástricos (alimentação enteral).
  • Ressecção parcial do pâncreas e abdômen.
  • Remoção de corpos estranhos ou massas anômalas.

Recuperação do cão após uma endoscopia

A recuperação após uma endoscopia é muito simples. Normalmente, o animal vai acordar um pouco desorientado, por isso não devemos fazer movimentos bruscos. Embora realmente queiramos abraçá-lo ou acariciá-lo, o ideal é esperar que ele recupere totalmente sua consciência espaço-temporal.

Não devemos alimentá-lo ou dar água ao animal logo após ele despertar. A região da garganta, esôfago, estômago e intestino estará sensível por algumas horas.

Devido a essa sensibilidade especial, é importante oferecer água ao nosso amigo em pequenas quantidades, 30 minutos após ele recuperar a consciência. A comida poderá ser oferecida depois de três ou quatro horas, também em pequenas porções.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog