Vida Sustentável

Dicas para fazer uma festa junina sustentável

Para comemorar saiba como é possível preparar um festejo com toda a decoração sustentável

Tem dia de Santo Antonio, São Pedro e São João, ou seja, não vai faltar motivo para preparar a festança com muitos doces típicos, bebidas quentes e a dança para se aquecer neste inverno. As dicas a seguir são apenas o pontapé inicial para você não se esquecer de algo importante: seu arraiá pode ser sustentável.

Bandeirinhas: Uma coisa que não pode faltar em uma festa junina são bandeirinhas, mas ao invés de utilizar os papéis de seda prefira usar revistas velhas. Fica colorido e bonito. Outra opção é prender retalhos de tecidos estampados nos varais ou barbante, use pregadores de roupa.

Decoração: Forre a mesa e o varal com panos com estampa xadrez ou floradas. Caso não tenha, pegue retalhos de tecidos e faça você mesmo. Depois, é só deixar a mesa farta de comidas características, como amendoim, milho verde, paçoca, canjica, pé-de-moleque, canela, entre outros doces. Se tiver em casa, use pratos coloridos.

Bebidas: O quentão e o vinho quente também não podem faltar. Para não correr o risco de eles derramarem ao deixá-los na mesa, coloque-os em caixotes de feira. Os maiores cabem muitas coisas, inclusive, sucos, refrigerantes que certamente farão parte da festa também. Mais uma vez, tiras de tecidos podem dar um toque especial.

Brincadeiras: Uma festa junina que se preze não pode faltar divertidas brincadeiras para as crianças. Elabore algumas com temáticas sustentáveis. Por exemplo, faça a pesca com latinhas e garrafas PET colocando-as em uma grande bacia cheia de água, para serem resgatadas, fazendo referência à limpeza dos oceanos. Quem despoluir o “rio” ganha uma prenda. As PET também podem ser usadas para fazer boliche, cada uma serve de pino e quem derruba mais vence a brincadeira. Outra atividade que pode entretê-las é plantar sementes fazendo uma pequena horta no quintal. Não se esqueça de explicar didaticamente a importância das atividades.

Prendas: Brinquedos usados que podem doados pelos próprios participantes da festa é uma boa opção. Outra ideia é incentivar as crianças a fazerem objetos utilizando sucata. 

Barracas: Se for utilizá-las, procure madeiras reaproveitadas ou de sobras de outra construção. Na iluminação da barraca ou até mesmo na decoração da festa procure dar preferência às luzes de baixo consumo, como as lâmpadas de LED.

Fogueira: Nas grandes cidades pode não ser muito comum, mas no interior é uma prática tradicional comprar madeira para acender a fogueira de São João. Uma alternativa mais sustentável é usar folhas de jornal e papel transparente nas cores vermelho, amarelo e laranja para fazer sua própria “fogueira”.

Para finalizar, espalhe cartazes informando sobre a questão da sustentabilidade. Como o tema é muito amplo, delimite um assunto e aborde-o com notícias, dicas e ilustre com bastante imagens. Uma sugestão interessante, mas que exige um pouco mais de disposição, é escrever pequenos textos sobre o meio ambiente em forma de literatura de cordel. Não se esqueça de espalhar cestos de lixo para cada tipo de resíduo, como papel, plástico, vidro, metal, restos orgânicos e também os não recicláveis.

Redação CicloVivo