PET

Como os cães conseguem encontrar pessoas e salvar vidas após grandes catástrofes?

Escrito por Escobar Dog

[ad_1]

Muitas pessoas se questionam sobre como os cachorros conseguem ajudar tanto durante as buscas, salvando vidas e encontrando corpos, após grandes desastres naturais como foram os últimos terremotos no México.

Como nós já sabemos, os cães possuem um olfato bastante apurado, e é através dele que esses animais conseguem encontrar vítimas abaixo de tantos escombros.

Porém, os cães farejadores são treinados para conseguirem sentir de forma ainda mais forte e mais rápida odores específicos, que chegam a ser imperceptíveis para os humanos.

Cães farejadores são essenciais no trabalho de buscas de vítimas após catástrofes como terremotos. (Foto: Reprodução / Veja / Claudia Daut / Reuters)

Um dos cães farejadores que está ajudando bastante nas buscas após terremotos que acontecerem em setembro no México é um Pastor Belga chamado Oporto e que é das Forças Armadas do país.

De acordo com o jornal mexicano El Universal, que acompanhou o cachorro Oporto em uma de suas jornadas de serviço de buscas após terremoto na Cidade do México, o animal foi treinado para identificar quatro tipos de odores específicos que são exalados por humanos que são afetados por catástrofes como essa.

Esses odores são: o de uma pessoa com pouco ar para respirar, o do estresse liberado em situação-limite, o de osso humano queimado e o odor da decomposição de cadáveres.

Os cães farejadores podem ser treinados para identificar e encontrar também outros odores, mas estes são os essenciais para um desastre como o do México. Estes animais também são capazes de trabalhar e identificar os odores que foram adestrados em vários tipos de situação, como com muito barulho, incluindo o de sirenes, de outros carros e até de escavadeiras, além de na presença de outros cães.

Estes animais conseguem sentir odores que são imperceptíveis para humanos. (Foto: Reprodução / Estadão / Alex Falcão / Futura Press)

Ao perceberem algum dos odores, os cães farejadores param no local, latem até algum socorrista chegar ao local ou começa a esfregar suas patas no chão para chamar atenção.

De acordo com a organização especializada em busca e resgate Ohio Valley Search and Rescue, o olfato dos cães é ativado por cerca de 40 mil células que se desprendem do tecido humano por minuto e que ao flutuarem no ar, permitem que os animais sigam seu rastro.

Fonte: BBC

[ad_2]
Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog