PET

Como identificar picadas de insetos

Escrito por Escobar Dog

Foi um mosquito ou uma pulga? Uma aranha ou uma formiga que me picou? Cada espécie deixa uma marca característica que é muito importante determinar para definir o tratamento apropriado. Portanto, neste artigo, vamos lhe ensinar como identificar picadas de insetos. Mais do que útil e interessante!

Identifique picadas de insetos de acordo com nossas atividades

Uma das melhores maneiras de saber qual inseto nos picou é se “lembrar” dos lugares onde estivemos nos últimos dias. Desta forma, podemos descartar opções até encontrarmos o local certo.

Se você já passou um dia no campo, ao ar livre, pode ter sido picado por uma formiga ou um mosquito. Se havia um recipiente de lixo ou árvores perto de você, você pode ter sido picado por uma mosca, uma abelha ou uma vespa. Se você passou um dia na praia, pode ter sido picado por uma pulga de areia.

No caso de você ter ficado em casa brincando com seu animal de estimação, talvez a mordida seja de pulga ou de carrapato. Se você foi mordido durante a noite, pode ter sido um pernilongo ou uma aranha (que não é um inseto, mas também podemos adicioná-lo à lista).

Identifique as picadas de insetos de acordo com a marca deixada

Cada uma das espécies nos deixa uma marca específica e particular. É apenas uma questão de prestar atenção e determinar qual inseto foi responsável. O sintoma mais visível do contato com esses animais é uma pequena bolinha vermelha, além de coceira.

  • A picada de mosquito é a mais conhecida: um ponto branco e um círculo vermelho e elevado ao redor.
  • A picada de pulga é semelhante, mas aparecem várias em uma determinada área (especialmente nas pernas).
  • A picada de percevejo é uma área avermelhada que pode apresentar uma pequena bolha e formar “linhas” de duas ou três marcas.
  • A picada da formiga causa um grande inchaço em toda a área e é preenchida com pus.
  • A picada de escorpião – outro que não é um inseto, mas é digno de nota – causa vermelhidão, dor e dormência.
  • A picada do piolho causa com uma uma erupção na cabeça e no pescoço e é muito irritante. Você vai notar porque irá coçar seu couro cabeludo com desespero.

A picada de aranha irá depender da espécie a qual pertence o aracnídeo: se há duas pequenas marcas pode ser uma ‘viúva negra’ ou, ainda, se a erupção é em forma de alvo, é um sinal claro da picada de uma aranha-violinista. Observe também que as aranhas podem morder com todas as patas ao mesmo tempo e deixar oito marcas em conjunto.

Identificar as picadas de insetos com ‘presenças especiais’

As picadas de abelhas, vespas e carrapatos são diferentes das outras, porque o inseto em questão deixa sua picada ou até se agarra à pele.

No caso de ter sido picado pelo Hymenoptera, você instantaneamente sente uma dor aguda, muita coceira e inchaço. Você pode ver a mancha avermelhada e uma mancha branca no centro, onde o ferrão perfurou a pele e ainda está preso lá.

Para removê-lo, recomenda-se esfregar a área com lama e remover o ferrão com uma pinça, nunca com os dedos, para evitar que ele se quebre e deixe uma parte interna.

picadas de abelhas

No caso do carrapato, este parasita geralmente permanece ligado ao seu ‘hospedeiro’ durante a alimentação e não muda de posição. As picadas são indolores e a única maneira de detectá-las é observar a área.

Para remover o inseto, embeba uma bola de algodão com álcool e pressione-a em cima de seu corpo. Dessa forma, ele será liberado por seus próprios meios e você evitará lesões ao tentar soltar as pernas.

Como tratar uma picada de inseto

Na maioria dos casos, as picadas de insetos causam desconforto, vermelhidão e coceira, e podem ser tratada com remédios simples: água e sabão, gelo ou pomadas especiais.

É muito importante evitar arranhões para que a ferida não seja infectada. Para isso, você pode preparar uma infusão de camomila e aplicar- quando esfriar – com uma bola de algodão.

Se você é alérgico a picadas de insetos, ou se o animal é portador de veneno ou de doenças, os sintomas são mais intensos e você terá que consultar um médico. Você deve prestar atenção às mudanças na pele e, também, caso você tenha febre ou problemas para respirar.


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog