Negócios

Casal mostra que é possível ter prosperidade nos negócios empreendendo em conjunto

Escrito por Vinnícius Lopes

Essa história poderia começar com uma empresa bem-sucedida do início ao fim, que comemora 10 anos de história. Se contarmos com um belo casal para estar frente a ela, como nas tramas de novelas, ela ficaria mais linda ainda, porém na vida real não é bem assim que funciona.

Na verdade o enredo é bem parecido, mas nem só de glórias se faz a história de uma empresa. Recém-casado, André Bianchi acabara de quebrar um negócio e, ciente dos erros que não deveria cometer novamente, decidiu iniciar um novo junto de um amigo. Enquanto isso, a esposa Joyce terminava a faculdade de Fisioterapia e se preparava para iniciar a carreira na área da saúde.

Nasceu então, em 2006 a GV8 Sites e Sistemas, focada na produção de tecnologia digital. E, mesmo em um cenário de adversidades o casal decidiu focar em soluções, não nos problemas que permeavam a vida financeira conjugal. “Ficou claro que íamos enfrentar o que viesse. Fui atrás do novo projeto, enquanto ela se dedicou a buscar uma renda extra com vendas diretas na faculdade. Pelo fato dela sair muito cedo e voltar tarde das aulas, pude focar 100% na nova empresa”, relata André.

Focado em resultados, o empreendedor passou a investir agressivamente nas vendas e logo vieram os primeiros clientes. Então, em 2007, Joyce se formou, conseguiu um emprego por meio período e pediu para preencher a vaga de uma secretária que havia saído da GV8. “Sem percebermos ela começou da base da empresa e o que pensei que seria por um período até ela se estabelecer na carreira, acabou se tornando sua atividade principal”, lembra.

A empresária conta que isso se deu devido a ter se encantado com o trabalho e uniu-se ao desejo de não ser funcionária de ninguém, já que gosta de tomar iniciativa no trabalho. “Fui passando por diversos cargos, me qualificando através da experiência, até que o negócio deslanchou de vez”, conta.

Isso aconteceu durante a crise que atingiu os Estados Unidos de 2008 a 2009, quando o casal decidiu encontrar oportunidades no país. “Procuramos consultores para entrar em um mercado que já tivesse clientes e acabamos conhecendo uma pessoa vital ao negócio. Ficamos com ele por cinco dias em Miami e voltamos vendo o potencial que tínhamos na mão e não aproveitávamos”, relata André.

Com conceitos americanos relacionados à escalabilidade de produtos e serviços, André e Joyce enxergaram a importância da receita recorrente e revolucionaram a empresa. “Começamos a ir aos EUA com frequencia e saímos de sete a mais de 40 colaboradores e um faturamento dez vezes maior”, explica.

 Apesar dos altos números, Joyce percebeu muitas falhas e a necessidade de elaborar processos de desenvolvimento para melhorar a eficiência e crescer sustentavelmente, então assumiu o cargo de CEO, enquanto André começou a sair da administração da empresa para investir em outros projetos pessoais, como a BWi Participações e o portal A Magia do Mundo dos Negócios, onde Joyce atua como editora-chefe. “Vimos que nosso perfil era complementar, e que com um propósito em comum, conseguiríamos desenvolver. Tive que aprender na marra e isso me fez ter mais ideias e experiência do que se tivesse apenas estudado o assunto”, conta Joyce.

O casal conta que, por ela ter começado pela porta de entrada, como secretária e ir conquistando seu espaço, ficou claro que havia conquistado seu cargo por mérito e os funcionários também a encararam como uma líder, não a esposa do chefe. “Somos casados, mas em eventos e na empresa somos sócios. Temos um propósito em comum, porém de maneira profissional, que de certa forma se reflete na família”, detalha Joyce.

Assim, as metas da empresa se transformavam em metas pessoais, como viver experiências e outra culturas mundo afora, e, por fim, todas as viagens vividas foram convertidas nas missões de negócios realizadas pelo casal, com o objetivo de levar empresários brasileiros aos Estados Unidos para vivenciarem aquele conhecimento que foi o diferencial em suas vidas. “Temos uma filosofia de compartilhar o conhecimento e isso nos leva a um resultado diferente da maioria”, cita André.

A família também contou muito para o sucesso do casal, já que pais de Felipe, de 4 anos, eles precisaram do apoio e da conscientização de cada um para que seus objetivos fossem concretizados. “O importante é explicarmos a ele e aos outros o que e porque estamos fazendo aquilo. Quando os objetivos estão alinhados, fica mais fácil trilhar o caminho. Educo meu filho para o mundo, sem que ele pense que trabalhar é uma coisa ruim porque a mãe está fora de casa”.

Sobre aquela história de não levar os problemas para casa, o casal tira de letra, já que nem chega a enxergar o problema em si, mas sua solução e o resultado. “Parece clichê, mas não trabalhamos sequer um dia, pois gostamos do que fazemos. Então naturalmente este é o nosso assunto e nos divertimos com ele”, finaliza.

 

Share Button

Sobre o Autor

Vinnícius Lopes