PET

Cão que prestou serviço no Afeganistão ganha emocionante despedida

Escrito por Escobar Dog

Cena é um cão oficial militar da raça Labrador. Ele prestou serviço no Afeganistão por três anos e fez parte do Corpo de Fuzileiros navais até 2014, quando se aposentou.

Ao se aposentar, Cena foi adotado pelo cabo Jeff DeYoung, veterano dos Fuzileiros que teve o cão como parceiro e companheiro pro um grande período no Afeganistão. Os dois ficavam juntos nas noites frias e foi Cena quem deu conforto a Jeff quando este perdeu amigos para a guerra.

O cão ganhou uma despedida digna de um oficial militar. (Foto: Reprodução / The Telegraph UK / Joel Bissell / Muskegon Chronicle via AP)

Após a adoção, além de companheiro de vida, Cena se tornou cão de serviço de Jeff, que, assim como muitos veteranos de guerra, acabou adquirindo transtorno de estresse pós-traumático. O animal ajudava bastante o seu agora tutor.

Até que o cão foi diagnosticado com câncer ósseo no início de julho. Quando isso aconteceu, Jeff prometeu que, quando fosse a hora do amigo canino partir, Cena teria uma despedida digna de um oficial militar.

E foi justamente isso o que aconteceu na última quarta-feira de julho, dia 26, quando o cão precisou ser eutanasiado ao chegar estágio terminal da doença.

Muitas pessoas foram até o local da homenagem para se despedir do cão herói. (Foto: Reprodução / The Telegraph UK / Joel Bissell / Muskegon Chronicle via AP)

Porém, antes disso, Jeff cumpriu sua promessa e o cão foi homenageado com uma bela cerimônia militar, onde várias pessoas apareceram para se despedir do cão. Após a eutanásia, Cena teve o seu caixão coberto por uma bandeira dos Estados Unidos, assim como os grandes heróis de guerra.

Na noite anterior, o tutor e amigo Jeff publicou em seu Facebook uma emocionante mensagem de despedida para o cão:

O caixão com o corpo do cão recebeu uma bandeira dos Estados Unidos. (Foto: Reprodução / The Telegraph UK / Joel Bissell / Muskegon Chronicle via AP)

“Minha última noite com Cena … as palavras não conseguem transmitir o que estou sentindo e pensando. Eu quero fugir e não ter que enfrentar o que devo fazer. Mas ele precisa que eu seja forte e liberte-o. Ele abençoou minha vida com amor e admiração, felicidade e força. Por causa dele, eu tenho que ter uma família. Por causa dele, eu pude viver. Que Deus me perdoe pelo que eu faço amanhã. E que o Senhor possa cumprimentá-lo com os braços abertos e um bom carinho na orelha…

Boa noite meu amigo, adeus meu irmão. Pode descansar a cabeça esta noite sabendo como você é amado e como você vai fazer falta.”

Fonte: The Telegraph UK


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog