PET

Cadela de George Michael segue triste oito meses após perder seu melhor amigo

Escrito por Escobar Dog

Quem já perdeu um animal de estimação sabe como pode ser doloroso e difícil de superar. Porém, perder o seu melhor amigo não é triste apenas para os humanos. Os cães também sofrem bastante e podem até chegar a morrer se não tiverem uma atenção e cuidado especial.

Prova disso é o que ainda está acontecendo com a cadelinha do cantor George Michael. A Labrador chamada Abby continua sofrendo e, mesmo sendo cuidado pelos familiares do cantor, ainda não conseguiu superar a morte de seu melhor amigo, com quem viveu por cerca de 10 anos.

Abby viveu com George por cerca de 10 anos. (Foto: Reprodução / IOL / Instagram)

Fãs da estrela George Michael construíram e continuam mantendo um santuário com flores e inúmeras fotos do cantor no norte de Londres. O local é frequentemente visitado pelo cão, que é levado para passear por lá.

Mesmo já tendo se passado oito meses da morte do cantor, que faleceu no dia 25 de dezembro de 2016 aos 53 anos, pessoas próximas ao animal afirmam que a cadela, que tem 11 anos de idade, segue triste e não se recuperou depois que seu melhor amigo se foi.

A cadela sempre é levada para passear no parque onde fãs fizeram um santuário para o cantor. (Foto: Reprodução / Eroteme.CO.UK)

Amigos do cantor que convivem com o animal afirmam que Abby parece ter ficado “sem alma” desde a morte de George e que seu apetite nunca voltou ao normal.

Além de Abby o cantor também tinha uma outra cadela. Meg faleceu em 2015 e, de acordo com informações, as cinzas do animal foram enterradas junto com o corpo do tutor George Michael.

Pessoas próximas afirmam que Abby não conseguiu superar a morte de seu melhor amigo. (Foto: Reprodução / Eroteme.CO.UK)

Acredita-se que, quando Abby falecer, suas cinzas também serão colocadas junto aos restos mortais do seu melhor amigo.

Fonte: Daily Mail UK


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog