Negócios

Cachorros jogando poker: a história de uma imagem mítica

Escrito por Forbiddeen

No dia 1º de abril de 2002, o Chrysler Museum de Virginia, nos Estados Unidos, anunciou que iria comprar a série de 16quadros intitulada “Cachorros Jogando Poker”, de Cassius Marcellus Coolidge, conhecido como CM Coolidge e que muitas vezes se apresentava como “Cash”. Mas o  museu, que conta com obras de artistas de renome como Paul Cézanne, Auguste Rodin e Diego Velazquez entre outros, estava apenas aproveitando o dia da mentira para pregar uma peça nos amantes de arte, já que a os quadros de Coolidge são vistos entre como ume representaçao de arte “kitsch” (ou cafona, em bom português), que jamais estaria à altura de um museu respeitável.

Apesar de esnobadas dentro do mundo da arte, as telas de Coolidge viraram verdadeiros ícones da cultura pop, decorando bares e restaurantes e aparecendo em inúmeros filmes, videogames, capas de CDs e programas de televisão como “Os Simpsons” e “That 70s Show”. É possível encontrar todo tipo de merchandising com as imagens dos quadros, desde camisetas, posters, canecas e travesseiros.O sucesso das obras de Coolidge como ícones pop atingiu o auge na década de setenta, época “kitsch” por excelência. 

Pintando Cachorros

Dificilmente Coolidge teria imaginado tal impacto quando pintou, entre 1903 e 1934, a famosa série de telas em óleo encomendada pela agência de publicidade Brown & Bigelow para promover uma marca de charutos.

O próprio Coolidge, aliás, não tinha a pretensão de ser reconhecido como um grande pintor. Nascido em 1844 no estado de Nova Iorque, Coolidge teve vários trabalhos,como o de farmacêutico, pintor de nomes de ruas, cartunista, e até escreveu uma ópera que não teve grande sucesso.

Alguns historiadores apontam Coolidge como o criador dos painéis com desenhos com um buraco no lugar do rostro, onde as pessoas colocam a cara e parecem ter o corpo do personagem desenhado. Mas, sem dúvida nenhuma, foram as famosas pinturas de cães que marcaram a vida do americano. Quando faleceu em 1934, o obituário de Coolidge resumia sua obra artística simplesmente dizendo “pintou muitos quadros de cachorros”.

A filha de Coolidge, Gertrude, contou para o New York Times que ela e sua mãe preferiam gatos a cachorros, mas admitiu que “fazia mais sentido pintar cachorros jogando poker ao invés de gatos”. Uma moradora de Philadelphia, no estado de Nova Iorque, cidade natal de Coolidge, chamou Coolidge de “Michelangelo do mundo canino”, mostrando-se surpresa com a relativa anonimidade do pintor em seu local de origem.

Legenda: A Friend in Need (Um amigo em necessidade) é o mais famoso dos quadros de CM Coolidge.

Apesar do nome da série, apenas nove dos 16 quadros mostram realmente os cachorros jogando poker, enquanto o resto põe os cães em outras situações antropomórficas, como assistindo um jogo de beisebol em “One to Tie, TwotoWin” (“Uma Para Empatar, Duas Para Vencer”, em tradução), jogando sinuca em “Kelly Pool”, e consertando um carro quebrado na estrada em Ten Miles To A Garage (“Dez Milhas Até a Oficina”).

Masa fama da série vem mesmo do poker. O mais conhecido dos quadros da série é “Um amigo em necessidade” (“A Friend in Need”, em sua versão original), pintado em 1903. Nele, sete cachorros praticam poker, cinco deles maiores, e dois menores, sentados lado a lado. 

Precursor do poker

É difícil pensar que Coolidge pudesse imaginar semelhante sucesso de suas obras na cultura pop do século 20, anos depois de sua morte. Mas ele provavelmente também não pensou que, um século depois, o poker teria virado um dos esportes mais populares do planeta.

Apesar da tecnologia não ter chegado ao ponto de permitir aos cachorros jogarem, o avanço da internet fez com que o poker online virasse uma verdadeira febre mundial. Usando sites seguros como o 888Poker, amantes do poker podem praticar diferentes variações do jogo, como Texas Hold’em e Omaha Hi-Lo —distintas da modalidade praticada pelos cachorros retratados por Coolidge.

Outros quadros menos conhecidos pelo grande público mostrando os cachorros praticando poker são fortemente marcados pelo bom humor e ironia característicos da obra de Coolidge. No quadro “Sitting a Sick Friend”, que poderia ser traduzido como “Acompanhando um Amigo Doente”, um grupo de cachorros sem graça fingem estar fazendo outras coisas e escondem as cartas e as fichas, enquanto uma cadela chega batendo com um guarda-chuvas num deles — provavelmente o tal amigo que fingiu estar doente para enganar a esposa e ir ao poker.

No quadro “A Bold Bluff”, ou “Um Blefe Ousado”, quatro cães analizam um São Bernardo com “cara de poker” que subiu a aposta com apenas uma dupla de dois, a mão mais baixa do jogo.

Sucesso nas casas de leilão

Se museus, curadores e galerias de arte não reconhecem o trabalho de Coolidge, a obra foi reivindicada nas casas de leilão. Em 2005, os quadros “A Bold Bluff” e “Waterloo” foram vendidos em conjunto por US$ 590 mil — quando o palpite era que eles fossem vendidos por entre US$ 30 e 50 mil.

Já o quadro “Poker Game” de 1894, que terminaria inspirando a criação da série de quadros alguns anos depois, foi comprada por US$ 658 mil na casa Sotheby’s em 2015 por um comprador anônimo.

Apesar do bom gosto das obras de CM Coolidge ser discutido por muitos, uma coisa não pode ser negada: o pintor se mostrou como alguém avançado para a sua época, com grande senso de humor e criatividade, assim como foi comprovado pelo sucesso das imagens até os dias atuais.

Sobre o Autor

Forbiddeen