Meio Ambiente

Bilionário cria fundo para a conservação de 30% do planeta até 2030

Escrito por Ana Dalila

Hansjörg Wyss é um empresário e filantropo nascido na Suíça famoso por apoiar causas de justiça social, ciência e de proteção ambiental. Em 31 de outubro, foi anunciada a próxima grande ação do bilionário em parceria com a National Geographic Society: a criação de um fundo de $1 bilhão de dólares americanos ($3,84 bilhões de reais) para proteger 30% do planeta até 2030.

O valor disponibilizado por Wyss será administrado pela fundação Wyss Campaign for Nature (Campanha Wyss pela Natureza), que já escolheu as primeiras nove iniciativas que serão beneficiadas em $48 milhões de dólares pelo fundo.

A ação do filantropo é um marco de extrema importância e compactua do desejo da ONU (Organização das Nações Unidas) de atingir a meta estabelecida de proteção de 30% de todo meio ambiente do planeta nos próximos 12 anos. Atualmente, somente metade da vida selvagem e da natureza da Terra está protegida por iniciativas de preservação, então o apoio de Wyss através da Campanha dá forças para a permanência de tais ações.

Projetos beneficiados

Os primeiros nove projetos de conservação a receber doações serão o Parque Nacional Aconquija, a Reserva Nacional e o Projeto Parque Nacional Ansenuza, todos na Argentina; A Reserva Marinha do Corcovado, na Costa Rica; a iniciativa de Áreas Marinhas Protegidas do Caribe; o Fundo Amazônico dos Andes, que impacta o Peru, a Colômbia, a Bolívia, o Equador, o Brasil e a Guiana.

Também serão beneficiados a Fundação de Conservação dos Cárpatos, da Romênia, que lidera os esforços de conservação nas montanhas dos Cárpatos; a Área Protegida de Edéhzhíe, em Dehcho e a Área Nacional da Vida Selvagem no Canadá; Projeto Nimmie-Caira da Austrália e o Projeto do Parque Nacional Gonarezhou no Zimbábue.

Como os projetos são escolhidos

As iniciativas selecionadas para serem apoiadas pela Campanha podem ser de proteção terrestre, marinha ou ambas. Fora isso, o único parâmetro estabelecido é que o fundo beneficiará ações que já existam há algum tempo e que tenham apoio suficiente para permanecerem atuantes.

De acordo com Greg Zimmerman, membro sênior da Campanha, ainda não foi decidido como o restante do dinheiro será distribuído – além dos projetos citados acima – porque as iniciativas serão escolhidas ao longo do tempo. “Ninguém quer gastar dinheiro para proteger uma área que será protegida por alguns anos e, quando houver uma mudança política em algum lugar, o local não estará mais protegido”, diz ele.

Além dos projetos, o dinheiro da Campanha Wyss pela Natureza também financiará medidas de conservação da ciência e campanhas de conscientização de proteção da natureza.

Sobre o Autor

Ana Dalila