Tecnologia

Avião movido a energia solar completa viagem de 6 mil quilômetros

Escrito por Forbiddeen

O avião Solar Impulse, movido a partir de células fotovoltaicas, completou sua primeira missão de voos intercontinentais. A aeronave retornou à Suíça na noite da última terça-feira (24), após sobrevoar um total de seis mil quilômetros.

O Solar Impulse, avião movido a partir de células fotovoltaicas, completou sua primeira missão de voos intercontinentais. A aeronave, pilotada por Bertrand Piccard, retornou à Suíça na noite da última terça-feira (24), após sobrevoar um total de seis mil quilômetros.

A expedição contou com oito viagens em que o avião aterrissou em quatro países, em dois continentes. Esta foi a trajetória mais longa já percorrida por uma aeronave que não utiliza combustíveis tradicionais, mas se vale apenas da energia do sol para manter seus motores em funcionamento.

O Solar Impulse é um projeto que começou a ser idealizado em 2003, através de uma parceria entre a empresa suíça Schindler e um grupo de pesquisadores do grupo Solvay, da Bélgica. Foram necessários sete anos de estudo até que o equipamento alçasse seu primeiro voo.

A longa viagem de seis mil quilômetros teve início em 24 de maio de 2012, quando o avião partiu do aeroporto de Payerne, na Suíça. Segundo o piloto Bertrand Piccard, o objetivo do projeto não é apenas apresentar uma nova tecnologia, mas também colaborar para uma maior conscientização acerca do tema. “O objetivo deste avião não é apenar ir de um ponto a outro, mas sim voar o quanto desejarmos e ainda promover as energias renováveis e políticas energéticas ambiciosas”, declarou.

A aeronave conta com 12 mil células fotovoltaicas e quatro motores elétricos e é feito em fibras de carbono, que garantem também maior leveza. A velocidade média do avião durante a viagem foi de 46 km/h e, apesar de ser movido pelo sol, ele também alçou voos noturnos com sucesso. Com informações do MSN.

Redação CicloVivo

Sobre o Autor

Forbiddeen