Geek

Wizards Unite começa bem, mas fica longe do fenômeno Pokémon Go

Escrito por Paulo Carmino

Lançado na semana passada, Harry Potter: Wizards Unite, feito pelos criadores de Pokémon Go, teve 400 mil instalações nas primeiras 24 horas, segundo dados do site SensorTower, que faz análise de mercado para apps em plataformas móveis. O desempenho do jogo tem sido excelente, embora ainda não chegue nem perto do fenômeno que foi Pokémon Go três anos atrás.

De acordo com o SensorTower, Harry Potter: Wizards Unite atingiu cerca de US$ 300.000 em receita nas primeiras 24 horas. Para contrastar, Pokémon Go teve cerca de 7,6 milhões de instalações no mesmo período de tempo e faturou US$ 2 milhões na ocasião.

A explicação para o desempenho tão inferior é óbvia. Harry Potter: Wizards Unite é um clone de Pokémon Go, mas o fator novidade já se foi e a empolgação com a ideia de um jogo de realidade aumentada que convida os jogadores a explorar a cidade se esvaiu desde 2016.

Também é bom lembrar que Pokémon Go teve um “soft launch” prolongado, sendo disponibilizado aos poucos em vários países. No Brasil, por exemplo, o jogo chegou um mês após estrear nos Estados Unidos e Oceania. Harry Potter: Wizards Unite, por sua vez, teve a vantagem de começar já disponível em 130 países, o que torna a desvantagem de seus números em relação a Pokémon Go ainda mais acentuada.

Sobre o Autor

Paulo Carmino