Desenvolvimento

Orelhões antigos poderão abastecer veículos elétricos em NY

Projeto recentemente apresentado em Nova Iorque quer transformar os equipamentos públicos em totens de recarga para veículos elétricos.

Uma ideia genial de aproveitamento do espaço urbano foi recentemente apresentada durante um concurso de design de Nova Iorque: com o objetivo de dar novos usos aos orelhões quase abandonados na cidade, alguns participantes sugeriram transformar os objetos em postos de recarga para veículos elétricos, uma vez que este tipo de transporte vem se tornando cada vez mais popular no mundo inteiro.

Além de proporcionar um novo uso ao equipamento público, o projeto tem potencial para incentivar a venda de veículos elétricos, que encontra no carregamento o principal desafio enfrentado para a venda de carros livres de combustíveis fósseis.

Atualmente, a maioria dos proprietários deste tipo de modal depende de totens e estações de recarga instaladas nas vias públicas, dispositivos ainda raros em várias partes do mundo. Outra opção é comprar o próprio ponto de recarga e colocá-lo na garagem, mas, mesmo assim, o equipamento ainda tem altos custos de implantação.

Os idealizadores do projeto declararam ao New York Times que o concurso foi uma oportunidade de reinventar uma parte da estrutura urbana desatualizada na era dos smartphones. Atualmente, são oito mil cabines telefônicas disponíveis para quem vive ou passa por Nova York, mas a concessão destes equipamentos vence em outubro do ano de 2014.

Embora o projeto possa facilitar a mobilidade urbana sustentável, os designers também lembram que os “orelhões de recarga” não teriam um desempenho tão satisfatório como os totens ou pontos tradicionais, já que as cabines telefônicas não concentram uma quantia de eletricidade disponível que pode ser comparada aos equipamentos tradicionais. Sendo assim, a recarga de cada veículo aconteceria em algumas horas, diferente dos totens, em que o tempo médio de carregamento dura menos de 15 minutos.

Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo