Tecnologia

Universidade cearense expõe casa de plástico movida a gás de cozinha

Uma casa de plástico, que gera energia, está aberta para visitação na Universidade de Fortaleza (Unifor), Ceará. A construção é uma iniciativa da empresa Nacional Gás, que conseguiu converter gás de cozinha em energia elétrica.

Uma casa de plástico, que gera energia, está aberta para visitação na Universidade de Fortaleza (Unifor), Ceará. A construção é uma iniciativa da empresa Nacional Gás, que conseguiu converter gás de cozinha em energia elétrica.

O projeto foi desenvolvido através do Núcleo de Tecnologia da Combustão (NTC). O imóvel de 45 m² foi todo construído com plástico reciclável, de garrafas PET e plástico similar.  A casa divide-se em um quarto-escritório, um banheiro e sala e cozinha integradas.

Para fazer as paredes da casa sustentável foram usados placas de plástico, que são preenchidas com isopor e encaixadas por uma estrutura metálica. Até o piso, que é mais rígido, também é feito de plástico.

A casa foi doada pela Impacto Engenharia e pelo empresário cearense Joaquim Caracas, idealizador do projeto. Dentro do local há lâmpadas, geladeira, chuveiro elétrico, entre outros equipamentos, todos dependentes do gás LP, popularmente conhecido como gás de cozinha, que através de um gerador é convertido em energia elétrica tradicional.

O projeto de conversão de energia pode ser a solução para cidades que têm difícil acesso à energia elétrica tradicional. O professor Roberto Menescal, coordenador do NTC, acredita que esta seja uma tecnologia inovadora. O gerador e o reservatório de gás são colocados fora da casa, o que garante a segurança do processo.

Menescal informa que o custo médio da casa de plástico é de R$ 25 mil, com o metro quadrado variando de R$ 500 a R$ 700. A casa ficará aberta para visitação gratuita entre os dias 17 de outubro a 22 de dezembro. Com informações do G1 e Diário do Nordeste.

Redação CicloVivo