PET

Treinamento de golfinhos: como é feito?

Escrito por Escobar Dog

Os golfinhos são os mamíferos marinhos mais populares e provavelmente os mais inteligentes. Por isso, muitos zoológicos e aquários juntam grandes públicos para espetáculos com esses animais. Os shows são possíveis graças a técnicas muito sofisticadas de treinamento de golfinhos, que vêm mudando radicalmente nas últimas décadas.

Assim, a maioria dos treinadores europeus e americanos estão adotando novas técnicas de treinamento, mais amáveis, rápidas e efetivas, para que os animais também gostem de participar do espetáculo. A seguir, falaremos mais sobre isso.

Os golfinhos em cativeiro

As leis atuais proíbem caçar animais em liberdade para levá-los a zoológicos e aquários. Na verdade, elas dispõem de controles muito rigorosos para monitorar de onde vem cada animal que vive nesses ambientes.

Nesse sentido, há muitos anos que os animais que vemos em cativeiro são resgatados e não podem voltar a viver em liberdade, por terem nascido nesses cativeiros, não conseguindo sobreviver na natureza.

Alguns animais possuem vida longa e, apesar de sobreviverem à captura, são uma exceção neste caso.

Como acabamos de comentar, os golfinhos que podemos ver em zoológicos e aquários foram resgatados ou nasceram nas instalações. Sendo assim, não estão lá para nosso prazer, pois é único lugar onde podem sobreviver.

A necessidade de treinar

Os golfinhos são animais com inteligência extraordinária e amam aprender e brincar. Os aquários montam espetáculos com esses animais porque esse tipo de exercício mental e físico é necessário para eles. Se não tivessem estímulos mentais, como aprender coreografias, ficariam aborrecidos até desenvolver depressão ou loucura.

Além disso, com os espetáculos, são arrecadados recursos que ajudam a manter as instalações e contratar adestradores e veterinários. A manutenção de um viveiro para golfinhos custa muito dinheiro e, já que eles precisam estar ocupados aprendendo e brincando, aproveita-se isso para custear os gastos.

O treinamento de golfinhos

Há algumas décadas, os métodos de treinamento de golfinhos têm sido modificados, sendo não só mais agradáveis, como também mais rápidos e efetivos. Nesse sentido, Karen Pryor comenta em seu livro “Não o mate!” que nada é impossível, graças ao reforço positivo e ao uso de um clicker.

O clicker é uma técnica muito popular para o treinamento de cães, mas funciona muito bem com qualquer animal, especialmente golfinhos. Karen Pryor é especialista no uso do clicker e há décadas tem treinado golfinhos e formado treinadores com o dispositivo.

Com o uso do clicker, se consegue que o animal associe um ruído (um apito, nesse caso) a uma recompensa. Desta maneira, é possível dizer ao animal quando ele fez algo de bom.

E o bom do clicker é que o prêmio pode ser dado em qualquer momento do exercício, apesar do prêmio final (peixe) demorar alguns segundos para ser dado.

Por exemplo, se o treinador está praticando saltos com o golfinho, pode indicar de maneira muito simples qual a altura certa a ser alcançada. Sem o clicker o treinador não poderia premiá-lo no momento que o animal chegasse à altura correta.

O uso do clicker, um reforço positivo

O clicker, portanto, se baseia unicamente no reforço positivo. Se o golfinho não quer treinar ou se não consegue executar um exercício, jamais o castigue. Porém, ele só deve receber os prêmios quando fizer corretamente, sendo um extra para sua alimentação.

Cabe ressaltar, nesse caso, que os golfinhos não têm fome quando treinam. Sua motivação é comer algo gostoso ou a satisfação de conseguir fazer o exercício.

Este método é totalmente voluntário. Se o golfinho não quiser aprender, ele simplesmente não recebe sua sardinha. Os treinadores afirmam que há golfinhos que passam por fases em que não querem sair da piscina de espetáculos e não são obrigados a isso, pois há outros que estão desejando seus peixes.

O clicker em outras espécies

O clicker funciona para qualquer espécie e, segundo assegura Karen Pryor, há até peixes que são adestrados para colocar uma bola numa cesta.

Golfinhos no mar

Além de seu uso com golfinhos, o clicker é muito utilizado em cães. O treinamento com clicker pode servir para preparar cães para competições desportivas ou para o serviço policial. Cães detectores de drogas ou explosivos começam seu treinamento com o clicker.

Também são treinados cavalos com a técnica do clicker. Esta técnica permite treinar sem tocar ou forçar o animal, sendo especialmente útil com animais grandes. Rinocerontes e elefantes em zoológicos também são treinados com clicker para que saibam se comportar nas visitas veterinárias.

Os golfinhos que vemos em espetáculos em zoológicos e aquários modernos não são animais capturados da vida em liberdade, mas sim treinados desde filhotes. Graças aos bons resultados do treinamento, animais menos inteligentes começaram a ser treinados também. Felizmente, os viveiros de golfinhos não são mais cruéis como antigamente.

Fonte da imagem principal: Gerald Carter


Notícias sobre Pets

Sobre o Autor

Escobar Dog