Tecnologia

Tesla vai monitorar bocejos e piscadas dos motoristas

Em uma tentativa de aumentar a segurança dentro de seus veículos, a Tesla vai passar a monitorar bocejos e piscadas para avaliar quão sonolento possa estar o motorista.

A montadora de carros elétricos é duramente criticada por não enfatizar o monitoramento do condutor em combinação com os avançados recursos de assistência ao motorista nos pacotes Autopilot e Full Self-Driving, nos quais os carros da marca se tornam “praticamente” autônomos, mas ainda exigem o humano atento atrás do volante.

Até então, a Tesla monitorava apenas o torque no volante. Assim, os motoristas precisavam tocar – mesmo que levemente – e mover o volante para informar ao sistema que estavam atentos e no controle do veículo.

Imagem: Shutterstock

Hoje, ainda é assim, mas desde 2021 a Tesla começou a usar uma câmera interna voltada para a cabine. O sensor é usado para identificar e garantir que o motorista esteja de olho no tráfego e não usando um smartphone ou até dormindo no interior do veículo.

câmera interna dos veículos da Tesla

Câmera interna embarcada nos veículos da Tesla – Imagem: divulgação

A novidade é que este monitoramento interno será levado a outro nível. Ao que tudo indica, a montadora irá usar esta mesma câmera interna para analisar a frequência de bocejos e piscadas do motorista para avaliar seu grau de sonolência.

A informação vem de um hacker famoso por revelar novos recursos encontrados nos softwares da Tesla. Por enquanto, ainda não há qualquer informação oficial sobre o novo recurso ou sequer previsão de quando ele pode ser realmente lançado.

Via: Electrek




Créditos: TecMasters