Geek

Star Wars cancelado pela EA era um “Star Wars Uncharted”, diz ex-diretora

Escrito por Paulo Carmino

O Star Wars do Visceral Studios que foi cancelado pela EA no ano passado era um jogo no estilo Uncharted e estava em estágio avançado de desenvolvimento, de acordo com a diretora do projeto – e não por acaso criadora da série Uncharted – Amy Hennig.

Falando ao site USGamer, Hennig deu mais detalhes sobre este controverso Star Wars que acabou cancelado duas vezes. Segundo ela, o jogo estava mais adiantado no desenvolvimento do que as pessoas imaginavam e, embora tenha sido um projeto conturbado, ela considera que o jogo era muito bom.

“Então, acho que a Visceral estava cheia de desafios”, disse Hennig. “Mesmo assim, estávamos fazendo um jogo; as pessoas disseram que era um ‘Star Wars Uncharted’. Isso é simplificar demais, mas é útil porque as pessoas podem visualizar algo em sua mente, mas o que isso significa é que obviamente tivemos que usar o engine Frostbite, porque havia uma iniciativa interna para garantir que todos [os jogos] estivessem na mesma tecnologia, mas era um engine que foi feito para shooters em primeira pessoa e não para jogos cinematográficos em terceira pessoa, então tivemos que construir toda essa plataforma de terceira pessoa e escalada e cobertura e todas essas coisas em um engine que não foi feito para isso. Fizemos um monte de trabalho de base que eu acho que as equipes ainda estão aproveitando, porque é um engine compartilhado, mas é difícil quando você gasta muito tempo fazendo material de base, mas depois não tem o lançamento”.

“Eu gostaria que as pessoas pudessem ter visto mais, porque [o projeto] foi muito mais longe do que as pessoas puderam ver. E era bom, sabe? Mas isso simplesmente não fazia sentido no plano de negócios da EA, no final das contas. As coisas mudaram ao longo desse tempo em que eu estava lá. Então sabe como é, o que você pode fazer?”

O Star Wars de Hennig foi cancelado em 2017, mas o projeto acabou sendo recuperado por outra equipe da EA, em Vancouver, e transformado em um jogo de mundo aberto. Este acabou também sendo cancelado no mês passado.

Aparentemente, um “Star Wars Uncharted” não se encaixaria na estratégia de negócios da EA, que pretende focar no modelo de jogos como serviço, baseados em multiplayer e com uma economia ativa de micro-transações. Títulos de aventura para um jogador não teria mais espaço no portfólio da editora.

Sobre o Autor

Paulo Carmino