Geek

Sony promove fundador da Guerrilla a chefe dos estúdios do PlayStation

Escrito por Paulo Carmino

A Sony anunciou que o chefe e co-fundador do Guerrilla Games, Helmen Hulst, será o novo líder dos Estúdios Mundiais do PlayStation, em substituição a Shuhei Yoshida.

Yoshida não está se afastando totalmente das suas funções como executivo chefe dos estúdios do PlayStation. O executivo apenas não gerenciará mais os estúdios internos da Sony Interactive Entertainment e concentrará sua energia em estúdios externos e independentes, que são vistos como uma área estratégica e desafiadora pela Sony. “Todo mundo sabe o quão apaixonado Shu é por jogos independentes – eles são a força vital da indústria, tornando nosso portfólio de conteúdo tão especial para nossos jogadores”, disse Jim Ryan, CEO e presidente do PlayStation.

“Essas experiências extremamente criativas merecem foco, e um campeão como Shu no PlayStation, que garantirá que toda a organização da SIE trabalhe em conjunto para se envolver melhor com desenvolvedores independentes por meio de uma cultura de suporte e comemoração de suas contribuições para as plataformas PlayStation”, acrescentou.

Em relação ao papel de Hulst, Ryan expressou estar “emocionado, feliz e orgulhoso” pelo co-fundador do Guerrilla Games ter escolhido deixar seu estúdio para contribuir diretamente com os negócios do PlayStation. “Ele é um defensor apaixonado das equipes que lidera e entende como capacitar talentos criativos para construir grandes experiências. Não tenho dúvidas de que a Hermen pode liderar nossas equipes a oferecer experiências atraentes e diversas em uma cadência constante”, disse Ryan.

A Guerrilla Games tem em seu portfólio séries como Killzone e Horizon Zero Dawn, além de ter desenvolvido o sistema gráfico que está sendo usado em Death Stranding. O papel de Hulst no Guerrilla agora passará para outras lideranças no estúdio: Angie Smets, Jan-Bart van Beek e Michiel van der Leeuw.

Sobre o Autor

Paulo Carmino