Geek

Sekiro é o jogo do ano no The Game Awards 2019. RPG independente se destaca

Escrito por Paulo Carmino

Os trailers e anúncios de novos jogos – e desta vez do novo Xbox – como sempre roubaram a cena no The Game Awards 2019, mas a cerimônia que aos poucos está se transformando em um Oscar dos games também premiou os destaques do ano e elegeu Sekiro: Shadows Die Twice, dos criadores de Dark Souls, o Jogo do Ano de 2019.

Os indicados para o The Game Awards 2019 foram determinados por um painel de mais de 80 meios de comunicação e o público pôde votar em seus favoritos em cada uma das categorias. A votação do público influenciou com 10% os vencedores finais, e os restantes 90% dos votos derivam do painel de especialistas.

Um dos favoritos ao prêmio de jogo do ano e campeão em indicações, Death Stranding acabou levando apenas prêmios secundários, como Melhor Direção de Jogo, Melhor Trilha / Música e melhor performance para Mads Mikkelsen. A maior surpresa da noite foi o RPG independente Disco Elysium, que recebeu alguns dos prêmios mais relevantes: Melhor Narrativa, Melhor Jogo Indie, Melhor RPG e Jogo Indie Original.

Sekiro: Shadows Die Twice venceu na categoria principal, o Jogo do Ano, e consequentemente abocanhou também o troféu de melhor jogo de ação e aventura. Fire Emblem: Three Houses venceu como melhor jogo de estratégia e o prêmio de escolha do jogador. Apex Legends, Destiny 2 e Fortnite dividiram troféus nas categorias melhor jogo multiplayer e melhor suporte à comunidade e melhor jogo em andamento, respectivamente, enquanto Crash Team Racing Nitro-Fueled, quem diria, foi o melhor jogo de esportes ou corrida do ano.

Veja a lista completa de vencedores do The Game Awards 2019.

Jogo do ano 2019: Sekiro: Shadows Die Twice
Melhor direção: Death Stranding
Melhor Direção de Arte: Control
Melhor design de áudio: Call of Duty: Modern Warfare
Melhor suporte à comunidade: Destiny 2
Melhor trilha sonora e música: Death Stranding
Melhor jogo de Ação: Devil May Cry 5
Melhor jogo de Ação/Aventura: Sekiro: Shadows Die Twice
Melhor jogo para a família: Luigi’s Mansion 3
Melhor jogo de luta: Super Smash Bros.
Melhor RPG: Disco Elysium
Melhor jogo de esporte/corrida: Crash Team Racing Nitro-Fueled
Melhor jogo de estratégia: Fire Emblem: Three Houses
Melhor jogo VR/AR: Beat Saber
Melhor estreia de um estúdio independente: ZA/UM por Disco Elysium
Melhor jogo independente: Disco Elysium
Melhor jogo mobile: Call of Duty: Mobile
Melhor jogo multiplayer: Apex Legends
Melhor narrativa: Disco Elysium
Melhor jogo contínuo: Fortnite
Melhor performance in-game: Mads Mikkelsen – Death Stranding
Coach de e-sports do ano: Danny “zonic” Sorensen (Astralis – CS:GO)
Evento e-sports do ano: Campeonato mundial de League of Legends
Melhor jogo e-sports do ano: League of Legends
Apresentador e-sports do ano: Eefje “Sjokz” Depoortere
Jogador e-sports do ano: Kyle “Bugha” Giersdorf (Immortals – Fortnite)
Equipe e-sports do ano: G2 (League of Legends)
Games for impact: GRIS
Criador de conteúdo do ano: Shroud

Sobre o Autor

Paulo Carmino