Vida Sustentável

Saiba quais são as melhores atividades físicas para cada momento do dia

Diferente do que muitos imaginam, nem sempre praticar exercícios pela manhã é o ideal. Descubra qual a melhor hora para cada tipo de atividade.

A vida moderna obriga a maioria das pessoas a praticar atividade física em função de outros compromissos. Em geral, o horário e o tipo de exercício dependem do tempo livre disponível. Embora os pesquisadores ainda não tenham chegado a um acordo sobre o melhor horário para treinar, de manhã ou à tarde, a verdade é que cada organismo é regido por ritmos cardíacos que mudam conforme o momento do dia.

Por isso, além do tempo livre, é preciso levar em conta o relógio biológico. Nem sempre praticar exercícios pela manhã é o ideal, e o horário é importante para aprimorar o rendimento e o bem-estar. Afinal, qual é a melhor hora para cada tipo de exercício?

Pela manhã:


Proxyindian/Flickr

Nas primeiras horas da manhã, é comum ver gente correndo em parques e praças. Mas, segundo alguns especialistas, neste horário a temperatura corporal é baixa, os músculos estão rígidos e as reservas de energia são escassas. Portanto, o mais indicado é praticar atividades de intensidade moderada, que assegurem um ritmo contínuo. Andar de bicicleta, caminhar, trotar em ritmo lento ou praticar ioga são boas opções para esse período do dia.

Também é preciso levar em conta dois aspectos fundamentais: não “forçar” o horário e evitar se exercitar em jejum. Em relação ao primeiro ponto, se uma pessoa começa a acordar mais cedo para se exercitar, pode alterar seu relógio biológico e sentir fadiga. Quanto ao segundo, muitas pessoas acreditam que se exercitar em jejum ajuda a perder peso. No entanto, essa prática pode desacelerar o metabolismo.

Quem preferir fazer exercícios no meio da manhã deve optar por treinos mais leves, sem se esforçar demais, já que o corpo ainda não alcançou a temperatura adequada. Uma aula na academia, de baixo impacto, é uma opção mais indicada.

Ao meio dia:


Cienpies/SXC

Nesse horário, o corpo já atingiu a temperatura e o ritmo desejados, e a melatonina, o hormônio do sono, está em seu ponto mais baixo. Por isso, você pode realizar corridas ou treinos que exijam mais esforço, mas sempre com moderação devido ao calor típico desse horário. Como indicam alguns estudos, seus benefícios estão mais ligados à melhoria no desempenho profissional – já que ajuda a aumentar a energia e a produtividade – que ao rendimento físico.

Atenção: Ao meio-dia, é recomendável se exercitar antes do almoço e, em dias muito quentes, manter-se suficientemente hidratado para evitar ondas de calor. Nesse caso, é melhor substituir a corrida por caminhadas na sombra.

À tarde e à noite:


Yarik Mishin/SXC

Depois do almoço, o melhor horário para realizar atividades é entre 18 e 21 horas. Muitos especialistas sugerem que as condições físicas e climáticas fazem com que este seja o melhor momento do dia para os treinos com pesos e de alto impacto, como kangoo jump, Body Pump ou Boot Camp.

Com relação ao período noturno, embora há muito tempo se recomende não fazer exercícios depois do jantar, novos estudos sugerem que treinar nesse horário pode ajudar a melhorar o sono e aumentar o desempenho.

Segundo a pesquisa Sleep in America 2013, realizada pela Fundação Nacional do Sono, as pessoas que se exercitam quatro horas antes de dormir se sentem mais descansadas que as que praticam atividade física pela manhã. Por isso, andar de bicicleta, correr e caminhar em lugares iluminados são uma boa pedida antes de dormir.

A matéria foi originalmente publicada em Discovery Esportes