Meio Ambiente

Sabesp e prefeitura de São Paulo anunciam 3ª fase do Programa Córrego Limpo

A Prefeitura de São Paulo e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo anunciaram o início da terceira fase do Programa Córrego Limpo. O intuito do trabalho é despoluir 50 córregos da cidade até o ano de 2012.

A Prefeitura de São Paulo e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo anunciaram o início da terceira fase do Programa Córrego Limpo. O intuito do trabalho é despoluir 50 córregos da cidade até o ano de 2012.

As obras de reestruturação dos córregos custarão R$ 795,1 milhões, sendo pouco mais de R$ 40 milhões bancados pela Sabesp e o restante financiado pela prefeitura, através de secretarias que coordenam programas habitacionais.

Segundo declaração do coordenador-geral do Programa Córrego Limpo, Marcel Costa Sanches, ao site da Prefeitura de São Paulo, o programa irá colaborar para a urbanização de áreas habitadas irregularmente. “Além da canalização prevista de alguns córregos, os investimentos também serão aplicados para urbanizar favelas e implantar parques lineares”, explicou ele.

A estimativa é de que aproximadamente 770 mil habitantes da capital paulista sejam beneficiados por este projeto e 780 litros de esgoto sejam retirados dos córregos a cada segundo, quantidade que seria suficiente para encher diariamente 24 piscinas olímpicas, que deixarão de ser despejados nas represas Billings e Guarapiranga, importantes reservatórios de água, ou nos rios Tietê e Pinheiros, que cortam a cidade.

Para que o programa, que teve início em 2007, dê certo a Sabesp e a prefeitura precisam trabalhar juntas constantemente, não só no investimento, mas na estruturação das obras. Enquanto a Sabesp expande as redes, coletores e interceptores de esgoto e faz manutenções nas redes já existentes, a prefeitura precisa fazer a limpeza dos córregos, conter a ocupação em suas margens, fiscalizar e ainda liberar a implantação das redes. Com informações da Prefeitura de São Paulo.

Redação CicloVivo

Siga as últimas notícias do CicloVivo no Twitter