Tecnologia

Rio+20: Novidades em tecnologia sustentável são apresentadas no RJ

Os visitantes da Rio+20, além de assistirem as palestras e atividades artísticas, estão tendo a oportunidade de conferir novas tecnologias sustentáveis. Entre as novidades, estão: carro elétrico, gerador de energia eólica portátil e ônibus híbrido.

Os visitantes da Rio+20, além de assistirem as palestras e atividades artísticas, estão tendo a oportunidade de conferir novas tecnologias sustentáveis. Entre as novidades, estão: carro elétrico, gerador de energia eólica portátil e ônibus híbrido.

No pavilhão do Japão, como já era de se esperar, estão duas grandes promessas para o futuro. O ônibus e o carro i-Miev 100% elétrico. Este último é o único exibido no país, totalmente movidos por baterias de íons-lítio.

O i-Miev pode custar R$ 200 mil. O valor, pouco acessível, pode ser compensado pelas vantagens que ele apresenta: não possui escapamento, não polui, não faz barulho, as baterias são carregáveis em tomadas convencionais de 110v ou 220v e têm autonomia de até 180 km.

De acordo com gerente automotivo da empresa responsável pela fabricação do veículo, Hiromi Tanaka, há vários pontos no Japão para abastecer os veículos elétricos. Em meia hora, afirmou ele ao iG, é possível abastecer totalmente o carro. O modelo japonês ainda pode ser encontrado nos Estados Unidos, Canadá e Espanha.

Outra novidade japonesa é o gerador de energia eólica com características únicas. Ele possui menos de dois metros de altura e pesa 17 quilos aproximadamente. Chamado de “airdolphin”, no Japão, ele custa US$ 5 mil. O aparelho portátil gera 4KW, o suficiente para abastecer uma casa de médio porte com dois quartos e uma sala.

A engenheira japonesa Saito Haruka explicou que é preciso um subestação de energia para distribuir a energia gerada pelo vento, o que aumenta o custo da tecnologia. Além disso, ele precisa ser colocado em um local que tenha “vento de qualidade”, ou seja, as condições naturais podem impedir o uso do equipamento.

Das novas tecnologias brasileiras, está em exibição o modelo de ônibus “H2+2”, um veículo híbrido movido a energia elétrica. Ele foi lançado pela Coppe/UFRJ, durante a Rio + 20.

A energia do ônibus é produzida por uma pilha alimentada com hidrogênio e pela regeneração da energia cinética. O modelo foi pensado para substituir os ônibus convencionais a diesel. A previsão é que ele já comece a circular durante a Copa 2014. Com informações do iG.

Redação CicloVivo