Desenvolvimento

Rio Claro (SP) recebe iluminação pública movida a energia solar

Cidade do interior paulista investe em luminárias equipadas com painéis fotovoltaicos para iluminação de avenida.

Um trecho de 1,2 quilômetro da Avenida Tancredo Neves, em Rio Claro (SP), vem sendo iluminado com lâmpadas de LED movidas a energia solar. Ao todo, são 45 luminárias públicas equipadas com painéis fotovoltaicos individuais, que armazenam e processam os raios de sol ao longo do dia, transformando-os em eletricidade para acender as luzes durante a noite.

Segundo a Prefeitura de Rio Claro, o projeto sustentável demandou uma verba de 200 mil reais, preço bem acima dos sistemas de iluminação convencionais, que custariam 80 mil reais. No entanto, além da redução dos impactos no meio ambiente, o investimento também prevê uma economia significativa, uma vez que será reduzida a dependência da rede de distribuição de energia.

Além de iluminar a avenida, as lâmpadas movidas a energia solar também deverão ser instaladas na Praça da Avenida Sete, região central da cidade do interior paulista. De acordo com Rodrigo Mussio, secretário de obras, a iluminação movida a energia limpa representa uma grande preocupação do município com o meio ambiente e a economia. “A ideia surgiu no Departamento de Engenharia, pensando na economia da iluminação pública visando à sustentabilidade”, declarou Mussio à reportagem do G1.

Os responsáveis pelo projeto também reforçam a redução de custos com iluminação pública que as lâmpadas sustentáveis vão trazer para a cidade. “Estamos economizando em torno de R$ 3 mil por mês, e isso vai representar uma economia de R$ 36 mil por ano que seria gasto com a iluminação comum”, disse o secretário.

A iluminação pública funciona tanto nos dias ensolarados, como nos dias nublados – isso porque o sistema depende apenas da claridade para funcionar. No entanto, o fornecimento de energia limpa é maior nos dias mais luminosos, pois os painéis captam mais raios solares. As luminárias de LED se acendem automaticamente quando a intensidade da luz do sol é reduzida, e possuem capacidade de 250 watts.

Redação CicloVivo